Nilson Vargas: Podi, o fiador do Siri Verde - Esportes - Santa

Homenagem29/11/2016 | 15h40Atualizada em 29/11/2016 | 15h51

Nilson Vargas: Podi, o fiador do Siri Verde

Nilson é editor-chefe de Zero Hora e chefiou a Redação do Diário Catarinense entre 2009 e 2012

Nilson Vargas: Podi, o fiador do Siri Verde arquivo pessoal/Arquivo Pessoal
Foto: arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

Florianópolis, verão de 2015. Um grupo de amigos se reúne na praia do Sambaqui. O assunto deriva para a ideia de criar um bloco de Carnaval de rua. É preciso definir um nome. A escolha é Bloco do Siri Verde. É preciso indicar um presidente. O eleito por aclamação é André Podiacki, o Podi, que já havia sugerido o nome, inspirado nas pescarias em família na infância. E por que o "Podi" para presidente? 

Porque ele é uma unanimidade, o sujeito mais correto, sábio, sereno, simpático daquele grupo. O que não bebe, o que leva e traz os colegas nas baladas, o que ouve, o que sorri, o que tem sempre um programa de fim de semana, o que cuida de todos e faz contorcionismos no trânsito caótico da Ilha pra dar as melhores e mais divertidas caronas.

Leia mais
Sobrevivente da tragédia, goleiro Follmann tem perna amputada 
Nacional pede que Chapecoense seja declarada campeã da Sul-Americana
Cinco profissionais da RBS SC viajavam no voo da Chapecoense que sofreu acidente na Colômbia

Um amigo especial, um jornalista talentoso e promissor. Ainda estudante,
começou no Diário Catarinense como assistente de conteúdo. Logo que se formou, um lobby gigantesco e justificado dos colegas tratou de lhe garantir uma vaga como repórter. Era 2012, eu deixava o comando do DC, mas nas idas a Floripa continuava interagindo com o Podi.

Nesta terça-feira, na tentativa de "desengasgar", conversei com colegas e fiz descobertas sobre ele. Estava mais magro, "mais homem" como descreveu uma amiga, estudou russo de olho na Copa de 2018 e andava feliz por acompanhar a Chape. Muitos o chamavam de "presidente", ainda por conta daquela reunião do Siri Verde, o bloco que nunca existiu por uma razão que o próprio Podi explicava: "A preservação do Siri Verde está justamente no fato de ele jamais desfilar".

O sábio Podi, que sempre encontrava motivos para manter os amigos alegres e ao seu redor.

*ZHESPORTES


 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteChapecó prepara velório coletivo de vítimas de acidente aéreo https://t.co/5LYHJ9eHmW #LeiaNoSantahá 8 diasRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteIdentificação das vítimas da queda do avião será por meio de impressões digitais https://t.co/eqQU3nPA5l #LeiaNoSantahá 8 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros