Tripulante de avião próximo narra diálogo dramático entre piloto da Lamia e torre de controle - Esportes - Santa

Momentos finais30/11/2016 | 07h48Atualizada em 30/11/2016 | 14h42

Tripulante de avião próximo narra diálogo dramático entre piloto da Lamia e torre de controle

Piloto da aeronave que conduzia a delegação da Chapecoense informou ter "problemas de combustível" antes de declarar "falha elétrica total", segundo relato de funcionário da Avianca

Tripulante de avião próximo narra diálogo dramático entre piloto da Lamia e torre de controle Bruno Alencastro/Agencia RBS
Destroços da aeronave da Lamia Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS
ZH Esportes
ZH Esportes

Um diálogo dramático teria ocorrido entre a tripulação do avião da Lamia que levava a delegação da Chapecoense e a torre de controle do Aeroporto Internacional José María Córdova, nos arredores de Medellín, na Colômbia, segundo relato do tripulante de um voo da companhia Avianca que voava por perto. As informações são da rede Notícias RCN

O tripulante da Avianca contou que o piloto da Lamia alegava dificuldades e pedia para pousar. 

– Solicitamos prioridade para proceder à pista, solicitamos prioridade para proceder ao localizador. Temos problemas de combustível! – informou o piloto. 

Leia mais:
O perfil das vítimas e sobreviventes do acidente da Chapecoense
Sobrevivente da tragédia diz que se salvou por ficar em posição fetal
Onda de solidariedade: as 15 homenagens à Chapecoense que comoveram o mundo

A torre respondeu:

– Temos um problema. Um avião está aterrissando de emergência. 

Procedente de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, o piloto repetiu: 

– Temos problemas de combustível!

De acordo com o depoimento do tripulante, foi possível avistar as luzes do avião que levava o time brasileiro, que começava a baixar. O piloto da Lamia declarou estado de emergência, usando o código internacional para descrever situações de extremo perigo iminente:

– Mayday! Mayday

A torre de controle, conforme o funcionário da Avianca, deu então orientações para o pouso na pista de número um e pediu detalhes sobre o problema.

– Agora temos falha elétrica total, temos falha elétrica total. Orientações para proceder à pista! – respondeu o piloto. – Ajuda! – gritou.

Na cabine da Avianca, fez-se silêncio. A torre de controle passou orientações para a aterrissagem do avião da Lamia. O tripulante da Avianca que testemunhava o desespero do colega perto dali contou que torcia para que o avião conseguisse pousar. "Cheguem, cheguem, cheguem!", pensava ele. 

Os apelos desesperados vindos da cabine da Lamia prosseguiram, até serem subitamente interrompidos:

– Orientações para proceder à pista! Orientações para...

O avião não respondeu mais. Os membros da equipe da Avianca começaram a chorar. 


 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteChapecó prepara velório coletivo de vítimas de acidente aéreo https://t.co/5LYHJ9eHmW #LeiaNoSantahá 6 diasRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteIdentificação das vítimas da queda do avião será por meio de impressões digitais https://t.co/eqQU3nPA5l #LeiaNoSantahá 6 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros