Zagueiro do Criciúma quer se despedir da Série B com vitória fora de casa - Esportes - Santa

última rodada22/11/2016 | 18h27Atualizada em 22/11/2016 | 18h27

 Zagueiro do Criciúma quer se despedir da Série B com vitória fora de casa

Diego Giaretta tem contrato até o ano que vem e estará no elenco de 2017


Giaretta (E) tem contrato até o final do ano que vem Foto: Fernando Ribeiro/www.criciuma.com.br / Divulgação


No último jogo da Série B deste ano, o Criciúma vai até Belém, no Pará, em busca de três pontos para encerrar o ano com vitória. O time viaja com alguns desfalques, mas mesmo assim, o clima é bom depois de duas vitórias seguidas. O zagueiro Diego Giaretta, uma das referências na defesa do Tigre, quer vencer mais uma antes das férias.

— Sem dúvida vamos fazer de tudo pra tentar fechar com chave de ouro, independente de quem vai para lá, quem vai jogar. Graças a Deus ai é uma situação, não como nós queríamos do acesso, mas depois de duas vitórias o clima é outro, o ânimo é outro, tirou aquela pressão toda, aquele fantasma que estava nos seguindo de derrotas — comenta.

Nos últimos dois jogos, contra Vasco e Paraná, Roberto Cavalo experimentou um esquema com três zagueiros, e as vitórias vieram. O canhoto Giaretta aprovou a mudança e segundo ele, enquanto estiver dando certo, Cavalo não deve mexer nessa estrutura.

— Já era uma vontade dele bem antes, posso confessar que já tínhamos conversado sobre isso, quase na virada do primeiro para o segundo turno, mas existia alguma resistência, um certo receio, e acabava que ele colocava três volantes. Contra o Paraná ele nos reuniu e disse que íamos começar, no meu caso pela esquerda, e vencemos, não fizemos uma grande partida pois não tínhamos treinado com três zagueiros, mas o importante era vencer — explica.

Com contrato até o final do ano que vem, Giaretta é um dos nomes que estarão presentes no elenco em 2017. Depois de analisar como foi a temporada atual do Tigre, ele projeta um Criciúma com chances de título, com o entrosamento de quem fica e osa qualidade dos reforços que devem chegar.

— A gente tem que aprender com esse ano, tudo que a gente almejou, fizemos um bom Catarinense, sempre sabendo que a Chapecoense sem dúvida era a favorita, pelo elenco, time na Séria A, investimento, tanto que foi campeão, mas a gente tem que aprender com os erros. Importante é ter uma base e nós vamos manter, junto com os reforços, tudo que for melhor para o Criciúma. O importante é que estou fazendo parte e o que depender de mim, determinação, vontade, empenho, vai acontecer para que, se Deus quiser, chegar a final do Catarinense e ser campeão — projeta.

O Criciúma encara o Paysandu na sexta-feira, 25, no Estádio do Curuzu. O jogo em Belém, no Pará, começa às 20h30min. A Série B do Campeonato Brasileiro encerra no sábado, 26, com sete partidas.

Leia mais:
Em tarde inspirada, Roberto, do Criciúma, exalta a vitória diante do Vasco
Criciúma complica Vasco com vitória que teve Roberto inspirado
Sem proposta até o momento, meia do Criciúma foca nos dois jogos que restam no campeonato
Confira a tabela da Série B

 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteChapecó prepara velório coletivo de vítimas de acidente aéreo https://t.co/5LYHJ9eHmW #LeiaNoSantahá 8 diasRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteIdentificação das vítimas da queda do avião será por meio de impressões digitais https://t.co/eqQU3nPA5l #LeiaNoSantahá 8 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros