Medellín terá homenagem com corpos das vítimas antes de translado para Chapecó - Esportes - Santa

Tragédia no futebol01/12/2016 | 10h04Atualizada em 01/12/2016 | 10h13

Medellín terá homenagem com corpos das vítimas antes de translado para Chapecó

Todos os corpos serão levados no fim desta tarde ao aeroporto da cidade para uma cerimônia com autoridades locais 

Medellín terá homenagem com corpos das vítimas antes de translado para Chapecó Bruno Alencastro/Agência RBS
Torcida do Atlético Nacional fez uma grande homenagem para as vítimas do acidente aéreo no estádio Atanazio Girardot, em Medellín, na Colômbia, Foto: Bruno Alencastro / Agência RBS

Além das homenagens em todo o mundo, os corpos das vítimas do acidente aéreo na Colômbia serão homenageados pela prefeitura de Medellín no fim desta tarde, por volta das 18h. De acordo com o secretário de segurança pública de Medellín, Gustavo Villegas, finalizada a etapa de identificação das vítimas e embalsamento, os corpos serão transportados por 70 carros até o aeroporto da cidade - palco da última cerimônia no país. 

Conforme afirmou o secretário de assuntos internacionais de SC, Carlos Adauto Virmond, que está na Colômbia, se tudo correr como planejado, as famílias começam a receber os corpos ainda entre a madrugada e manhã de sexta-feira.

— É muito importante que fique claro que isso é um cronograma previsto. Se houver algum contratempo esse cronograma pode ser alterado. Mas se manter, a previsão é de que os os corpos chegariam na manhã ou madrugada de sexta-feira na cidade de Chapecó — afirmou Virmond. 

Segundo as informações do necropapiloscopista do IGP, Ruy Fernando Garcia, desde quarta-feira, às 22h até esta madrugada (horário de Brasília), os corpos puderam ser identificados por meio das digitais e passaportes. 

Homenagens 

O Estádio Atanazio Girardot, em Medellín, na Colômbia, lotou nesta quarta-feira, mas desta vez não não havia futebol nem festa, somente orações, homenagens e vibrações positivas. Apesar de um momento marcante e dolorido que os brasileiros, catarinenses e chapecoenses nunca gostariam de estar vivendo, a torcida colombiana, cerca 44 mil pessoas, cantaram "Vamos, Chape" em memória aos jogadores e delegação brasileira que acompanhava os atletas.

Já a casa da Chape, que vinha embalada para a inédita final, voltou a ficar cheia nesta quarta-feira à noite. Refletores ligados, arquibancadas lotadas e uma multidão de verde e branco por todos os lados. A Arena Condá abriu os portões para lembrar e homenagear aqueles que partiram na tragédia

Leia também:
O perfil das vítimas e sobreviventes do acidente da Chapecoense
Jovens da base viram peças chave na reconstrução da Chapecoense
Cem mil pessoas são esperadas para velório coletivo na Arena Condá


 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteChapecó prepara velório coletivo de vítimas de acidente aéreo https://t.co/5LYHJ9eHmW #LeiaNoSantahá 6 diasRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteIdentificação das vítimas da queda do avião será por meio de impressões digitais https://t.co/eqQU3nPA5l #LeiaNoSantahá 6 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros