Augusto Ittner: Blumenau intensifica os treinos a seis dias da estreia na Superliga B - Esportes - Santa

Vôlei02/01/2017 | 16h14

Augusto Ittner: Blumenau intensifica os treinos a seis dias da estreia na Superliga B

Machucado, oposto Bob é a principal dúvida para o início da competição

Augusto Ittner: Blumenau intensifica os treinos a seis dias da estreia na Superliga B Augusto Ittner/Agência RBS
Confronto da primeira rodada é contra o Jaó-GO, fora de casa Foto: Augusto Ittner / Agência RBS



Com algumas novidades e jogadores recém-contratados, o vôlei de Blumenau (Apan/Barão/Cremer/FMD) intensifica os trabalhos antes da estreia na Superliga B, no sábado. Pelo menos cinco atletas chegaram ao clube desde o início de dezembro, encorpando o elenco que buscará pela terceira vez consecutiva o acesso à elite da modalidade no Brasil.

O ponteiro Lucaian, 20 anos e 1,90m de altura é o principal nome na lista dos novatos que vão representar a cidade. O também ponta Willian, 18 anos, o líbero Bruno, 22, e os meios de rede Samuel, 22, e Lucas França, 20, fecham a relação dos que vão vestir a camisa de Blumenau pela primeira vez.

A maior preocupação do técnico André Donegá hoje é a condição do oposto Bob, principal contratação do clube para a Superliga B. Com um rompimento parcial no ligamento cruzado anterior do joelho direito, o atleta pode ficar de fora das primeiras partidas na competição.

Um exame na quarta-feira vai determinar se ele terá condições de estrear contra o Jaó, de Goiás, dia 7, às 11h, mas a tendência é de que ele realmente seja poupado — até para deixá-lo 100% para as partidas decisivas. Lucaian deve ser seu substituto como um dos pilares ofensivos da equipe.


Oposto Bob faz exame na quarta-feira para saber se poderá atuar. (Augusto Ittner)

Pelo que conversei com Donegá, a divisão de acesso deste ano deve ser dividida em três diferentes blocos de equipes. No topo clubes como Sesc-RJ e Botafogo, com investimentos maciços.

No meio Blumenau, Araucária-PR e Uberlândia-MG, e um pouco mais abaixo – mas não muito, como deixou claro o treinador — times como Brasília-DF, Montecristo-GO, Jaó-GO e Rádio Clube-MS — os dois últimos que serão adversários dos blumenauenses na primeira e segunda rodadas, respectivamente.

Uma das dificuldades da comissão técnica é conseguir informações sobre os desconhecidos que enfrentará nos primeiros confrontos. Enquanto um ou outro dado básico chega de informantes, falta uma análise mais minuciosa, já que a troca de vídeos entre os clubes ocorre apenas após os primeiros jogos na Superliga B.

Os sul-mato-grossenses folgam na primeira rodada e estreiam contra Blumenau. Portanto, só a partir daí se terá conhecimento sobre como jogam e quais os destaques, por exemplo.

Blumenau bateu na trave por dois anos seguidos. Tanto em 2015 quanto em 2016 foi eliminado nas quartas de final com derrotas que ainda doem. Dois anos atrás para o Foz do Iguaçu-PR, diante do torcedor, no ginásio da Escola Barão do Rio Branco, e na última temporada para o Botafogo, com uma virada dos cariocas que perdiam por 2 sets a 0. Com muitas caras novas (e jovens), o objetivo novamente é surpreender os velhos conhecidos para chegar à Superliga.

O caminho é longo.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteFinalista nos três últimos estaduais, técnico Hemerson Maria analisa decisão do Catarinense https://t.co/41Q5Cx3VzP #LeiaNoSantahá 25 minutosRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteTornado, time mais antigo de futebol feminino em Florianópolis, chega à Série A  https://t.co/s1dllwRYNA #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros