Augusto Ittner: "Com três jogos e nenhum gol marcado, Metrô precisa ir atrás de atacante" - Esportes - Santa

Catarinense 201729/01/2017 | 20h35

Augusto Ittner: "Com três jogos e nenhum gol marcado, Metrô precisa ir atrás de atacante"

Augusto Ittner: "Com três jogos e nenhum gol marcado, Metrô precisa ir atrás de atacante" Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Atacante Charles (E) vê a bola tocar na trave e sair após o chute em rebote dado pelo goleiro Jandrei Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS



“Vamos esperar o primeiro jogo para ver como será”, disse um dirigente do Metropolitano durante a semana passada, às vésperas da estreia no Campeonato Catarinense. Com dificuldade na negociação com algum atacante, a escolha da diretoria foi esperar o desempenho da equipe na partida diante do Tubarão para ir com mais sede ao pote e contratar um verdadeiro camisa 9. O empate sem gols neste domingo serviu para mostrar a importância que tem uma referência no sistema ofensivo.

Foram duas as oportunidades criadas: uma no pênalti desperdiçado pelo meio-campo Thiago Cristian e outra com o rebote do goleiro Jandrei, do Tubarão, após chute do atacante Sabiá, em que Charles acertou a trave (foto). Contra adversários diretos e em uma situação em que são poucas as chances que aparecem, jogá-las para fora vira um tiro no pé. Dos males o menor, porque o adversário, assim como o Metropolitano, não soube aproveitar uma ou outra oportunidade que criou durante o caminho.

O desempenho do Metrô foi um espelho dos dois jogos-treinos, contra Brusque e Almirante Barroso. A forte marcação imposta pelo técnico Cesar Paulista com a escalação de três volantes foi novamente um ponto positivo. Os laterais Maranhão e Juninho, vistos como saídas de escape em situações de meio-campo congestionado, acabaram não aparecendo ofensivamente. De quebra, Juninho teve um excelente desempenho enquanto marcador, utilizando a velocidade para ganhar bolas na corrida e jogando o feijão com arroz.

Destaque do jogo

O goleiro Vilar, com uma grande defesa logo no começo do jogo em cabeceio de Rentería (foto acima). Sai bem do gol e mostra segurança. Outro ponto positivo fica por conta do volante Carrasco, que é o protetor da defesa, fazendo a verdadeira função do camisa 5 e ligando o meio-campo com as laterais em casos de marcação sob pressão.


Pode melhorar

O apoio ofensivo do lateral-esquerdo Juninho. Se conseguir mesclar a eficiência defensiva com os seus tradicionais piques dignos de 100 metros rasos pelos lados do campo, pode se tornar peça-chave para Cesar Paulista. Foi bem enquanto marcador, mas precisa de mais confiança quando acionado pelo campo de ataque, assim como ocorreu na Série D do Brasileiro.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsportePeru vence o Uruguai e garante o Brasil na Copa do Mundo da Rússia https://t.co/dxoDTjtu5J #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteBrasil é o primeiro a garantir vaga na Copa de 2018 via Eliminatórias https://t.co/q2cQCIISXt #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros