JEC empata fora de casa na estreia do Catarinense 2017 - Esportes - Santa

Versão mobile

Futebol29/01/2017 | 19h17Atualizada em 29/01/2017 | 19h18

JEC empata fora de casa na estreia do Catarinense 2017

Com o 2 a 2 diante do Almirante Barroso, equipe larga em quinto lugar. Avaí, Brusque e Chapecoense foram os destaques da rodada

JEC empata fora de casa na estreia do Catarinense 2017 salmo duarte/Agencia RBS
JEC chegou a virar o jogo, mas cedeu empate no finalzinho Foto: salmo duarte / Agencia RBS

O JEC quase arrancou a vitória em Itajaí contra o Almirante Barroso. O tricolor chegou a virar um resultado negativo no começo do segundo tempo, mas cedeu o empate em 2 a 2 no fim do jogo.

E, com o resultado, larga na quinta colocação no Catarinense 2017.

Confira tudo sobre o JEC e outros esportes em www.an.com.br

Todos os gols ocorreram no segundo tempo. Na primeira etapa, foram poucos lances mais perigosos. Uma cabeçada do Robenval que ia no ângulo do gol do JEC foi salva pelo goleiro Jhonatan.

E, depois de um escanteio, Caíque tirou da pequena área o que poderia ser o primeiro gol do Almirante Barroso. O JEC teve as melhores chances pela direita, com tabelas rápidas e cruzamentos para dentro da área. Bruno Batata teve pelo menos três chances, mas não chegou a levar perigo para o goleiro Rodolfo.

O nome do jogo entrou no segundo tempo, no lugar de Lúcio Flávio. Aldair fez o primeiro gol do JEC, lutou, correu, liderou a jogada do gol da virada, de Max, e de quebra, entrou mais uma vez para a história do clube. Uma das curiosidades Aldair fez o gol de número 3.500 do tricolor. Em 16 de janeiro de 2011, ele havia marcado o gol de número 3.000 do tricolor.

— Primeiro agradeço a Deus por entrar de novo na história do clube. Fico muito feliz. Eu sou da casa, né? Fico feliz também em ajudar com gol, com assistência. Queriamos ter saido com os três pontos, mas o empate está de bom tamanho. — disse o jogador no fim da partida, feliz com o desempenho.

A grama sintética, que foi uma das novidades do Catarinense, pois é a primeira vez que um dos dez clubes da primeira divisão disputa em um gramado não-natural, não chegou a ser motivo de reclamação. Kadu, do JEC, disse no intervalo, que não havia desculpa para jogar mal ou bem.

Aldair disse, em relação ao gramado sintético, que é uma questão de "acostumar rápido".

— Vamos dizer que atrapalha um pouco, não estamos acostumaos com marcação, a bola corre rápido e quica muito. Estamos acostuamos com a grama de verdade, mas não é desculpa. Se atrapalha a gente, atrapalha eles também — disse.

Na primeira rodada do Catarinense, só a Chapecoense fez bem o seu papel jogando em casa. Venceu o Inter de Lages por 2 a 1. Quem fez bonito na estreia foram Avaí e Brusque, que venceram fora de casa e também têm 3 pontos. E todos têm só um gol de saldo cada um.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Sub-20 02/01/2017 | 11h45

JEC estreia nesta terça-feira na Copinha São Paulo

Atletas da base escalados para a Copinha poderão ser aproveitados no time principal

 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteFigueirense sai na frente contra o Santa Cruz, mas não resiste e cede empate no segundo tempo  https://t.co/1olVuNIBUb #LeiaNoSantahá 8 horas Retweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteLe Graët deseja que Mbappé fique na França "pelo prazer para os olhos" https://t.co/mMzC96LPNe #LeiaNoSantahá 9 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros