Joinville dá trabalho para a Chapecoense, mas estreia com empate sem gols - Esportes - Santa

Versão mobile

Primeira Liga26/01/2017 | 23h30Atualizada em 26/01/2017 | 23h30

Joinville dá trabalho para a Chapecoense, mas estreia com empate sem gols

Na primeira partida oficial do ano, equipes sentiram o ritmo e não saíram no 0 a 0 na Arená Condá

Joinville dá trabalho para a Chapecoense, mas estreia com empate sem gols  Marcio Cunha/Especial
Em um duelo equilibrado, nenhum dos times abriu o placar Foto: Marcio Cunha / Especial

No primeiro jogo da temporada, o JEC deu trabalho à Chapecoense em plena na Arena Condá, mas não conseguiu sair do 0 a 0 em duelo válido pela primeira rodada do grupo 3 da Primeira Liga. Com uma equipe nova, o JEC até agradou pela postura em campo. Faltou um melhor capricho para chegar ao gol.

O próximo desafio será pelo Campeonato Catarinense, no domingo, às 17 horas, em Itajaí, contra o Barroso. O Joinville mostrou uma característica bastante enfatizada pelo técnico Fabinho Santos ao longo da pré-temporada: a valorização da posse da bola.
Desde os primeiros minutos, o Tricolor teve mais a bola nos seus pés, ao contrário das últimas temporadas.

Só na etapa inicial, o JEC teve mais de 60% de posse de bola. Após o intervalo, o índice diminuiu para 57%, mais ainda assim permaneceu maior para o Joinville. A consequência desta proposta de jogo foram poucos sustos na defesa e oportunidades no ataque. As melhoras chegadas sempre aconteciam pelo lado direito nas boas jogadas trabalhadas pelo lateral-direito Caíque e pelo atacante Fabinho Alves.

Aos seis minutos, Caíque cruzou da direita, Elias espalmou e, na sobra, Alex Ruan quase marcou. Luiz Antônio evitou o gol do Joinville. Três minutos depois, em cobrança de lateral, Bruno Batata recebeu na área, girou, mas acabou travado pela defesa da Chapecoense.

O Verdão do Oeste só conseguiu responder aos 41 minutos numa grande oportunidade que também veio pelo lado direito. Luiz Antônio cruzou na cabeça de Túlio de Melo. O desvio passou rente à trave esquerda do goleiro Jhonatan.

Na segunda etapa, o jogo começou bem movimentado. Logo no primeiro minuto, Fabinho Alves cruzou, Elias rebateu e Alex Ruan teve a oportunidade nos pés. O disparo, no entanto, parou no goleiro Elias, que se recuperou.

A partir da segunda meta da etapa final o ritmo do jogo decaiu. Visivelmente cansadas, as equipes passaram a trocar menos passes, se livravam mais da bola e apostavam em chutes de longas distância ou cruzamentos.

Do lado da Chape, as bolas mais perigosas procuravam Túlio de Melo. No JEC, Bruno Batata, Alex Ruan e Fabinho Alves deram lugar a Ciro, Juninho e Gustavo Xuxa. No entanto, nada mudou e o placar se manteve igual até o fim.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Sub-20 02/01/2017 | 11h45

JEC estreia nesta terça-feira na Copinha São Paulo

Atletas da base escalados para a Copinha poderão ser aproveitados no time principal

Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros