Boa fase do time vira desafio para atletas que buscam espaço no Avaí - Esportes - Santa

Disputa por posição13/02/2017 | 16h32Atualizada em 13/02/2017 | 16h32

Boa fase do time vira desafio para atletas que buscam espaço no Avaí

Com equipe embalada, Claudinei só mudou a escalação titular duas vezes

Boa fase do time vira desafio para atletas que buscam espaço no Avaí Jamira Furlani/Avaí F.C.
Marcelinho (D) entrou apenas nos minutos finais do jogo contra a Chapecoense Foto: Jamira Furlani / Avaí F.C.

Em time que está ganhando não se mexe e o técnico do Avaí, Claudinei Oliveira, segue isso à risca. Após cinco rodadas do Campeonato Catarinense, o que ajuda a entender o domínio do Leão no Estadual é o pequeno número de vezes que a escalação titular da equipe azurra foi alterada. Mantendo praticamente a mesma base rodada após rodada, o comandante só precisou mudar o time que iniciou o jogo duas vezes, e nas duas ocasiões o escolhido para sair do banco de reservas foi o mesmo: Junior Dutra.

A boa fase da equipe se torna um desafio para os jogadores que estão no grupo e lutam por um lugar no 11 inicial. Além dos 11 (mais Junior Dutra), nove atletas já puderam atuar pelo menos alguns minutinhos no Estadual e mostrar serviço ao treinador. O volante Caio César e o atacante Vitor foram chamados três vezes cada. Lucas de Sá saiu duas vezes do banco e foi para o jogo. Neste início de Estadual, Toshi e Gustavo Santos também tiveram suas chances.

Mas uma das principais contratações do Leão para a temporada ainda está penando no desafio de ingressar no time titular. O meia-atacante Marcelinho — destaque do Delhi Dynamos, da Índia, na última temporada — chegou já na reta final da pré-temporada avaiana e atuou por apenas sete minutos na vitória do Avaí sobre a Chapecoense.

— Quando me apresentei ao Avaí, o time tinha voltado da pré-temporada e eu estava vindo de férias. Cheguei um pouco atrasado em relação à rapaziada. Já estou com uma forma física boa, mas não a ideal, que só vou conseguir jogando, entrando aos poucos, peara pegar força e ritmo de jogo. Mas já me sinto bem mais forte e estou pronto para quando o professor precisar. Sinto que posso ser muito útil por causa das minhas características — diz o jogador de 29 anos.

Para o próximo jogo do Catarinense, o único desfalque confirmado do Avaí será o lateral-esquerdo Capa, que recebeu o terceiro cartão amarelo no 0 a 0 com o Joinville no domingo. O volante Luan sentiu o músculo posterior da coxa e será avaliado, assim como o atacante Denilson, que machucou a mão no duelo contra a Chape e já não encarou o Tricolor do Norte.

Antes disso, no meio da semana, o Leão tem um duelo pela Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, às 19h15min, o time encara a Desportiva Ferroviária, em Cariacica (ES), pela primeira fase do torneio.

Leia também:

Artilheiro do Catarinense, Denilson desfalca o Avaí contra o Joinville
Betão renova com o Avaí até 2018
Avaí faz o seu melhor início do Catarinense desde 1999
Veja mais notícias sobre o Avaí
Acesse a tabela do Campeonato Catarinense

Clique na imagem abaixo e confira o especial do Catarinense

Foto: Leonardo Gomes / Agência RBS


 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteSem Marquinhos e com dúvida na lateral-direita, Avaí viaja a Itajaí https://t.co/WzT3hUfBT1 #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteNo último dia de trocas, Huertas fica sem time na NBA https://t.co/XZ6S1BVqlS #LeiaNoSantahá 4 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros