Três estádios do Catarinense serão vistoriados pelo Ministério Público - Esportes - Santa

Versão mobile

Futebol23/03/2017 | 07h15Atualizada em 23/03/2017 | 07h15

Três estádios do Catarinense serão vistoriados pelo Ministério Público

Medida faz parte do Termo de Ajustamento de Conduta firmado em 2013

Três estádios do Catarinense serão vistoriados pelo Ministério Público Augusto Ittner/Agência RBS
Estádio do Sesi, em Blumenau, será o único vistoriado presencialmente Foto: Augusto Ittner / Agência RBS

Como parte de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre os clubes do futebol catarinense, a Federação Catarinense de Futebol e o Ministério Público em 2013, três estádios foram sorteados nesta quarta-feira para receber vistorias do MP-SC: o Estádio do Sesi, em Blumenau, o Orlando Scarpelli, do Figueirense, e a Arena Condá, em Chapecó.

O local onde o Metrô faz suas partidas será vistoriado presencialmente por peritos. Os campos do Figueira e da Chapecoense terão a documentação fiscalizada por analistas do Centro de Informação e Pesquisa do MP-SC.

Em 2014, os estádios vistoriados pelo MP-SC foram o Heriberto Hulse (in loco), juntamente com as documentações do Orlando Scarpelli e do João Marcatto (Jaraguá do Sul). Em 2015, foram o Estádio do Sesi, a Arena Condá e o Renato Silveira (do Guarani de Palhoça). No ano passado, foram Vidal Ramos (do Inter de Lages), Ressacada e Arena Joinville.

Depois que o TAC foi assinado em 2013, os problemas com os laudos dos estádios passaram a ser menos frequentes. Após o sorteio realizado nesta quarta-feira, a vistoria deve ser feita em até 30 dias.

Leia mais:
Confira a tabela de classificação do Catarinense


Jornal de Santa Catarina
Busca