Na briga pelo returno, Criciúma recebe o Tubarão em clássico do Sul do Estado - Esportes - Santa

Versão mobile

catarinense08/04/2017 | 19h35Atualizada em 08/04/2017 | 19h35

Na briga pelo returno, Criciúma recebe o Tubarão em clássico do Sul do Estado

Tigre precisa fazer nove pontos em três jogos, e contar com tropeços dos adversários

Na briga pelo returno, Criciúma recebe o Tubarão em clássico do Sul do Estado Arte DC / HSC / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Arte DC / HSC / Agência RBS / Agência RBS

Ainda dá. É com esse espírito que o Criciúma recebe o Tubarão no domingo, às 10h, em busca de mais uma vitória para se manter na briga pelo título do returno. No clássico do Sul do Estado, o Tigre quer impor o ritmo dentro de casa e vencer, já que no primeiro turno deu Peixe. Para as ambições do Criciúma, de chegar ao topo da tabela e disputar a final do Catarinense, a vitória é o único resultado que interessa.

Sem Silvinho, que está no departamento médico e não joga mais o Catarinense, Deivid vai optar por Caio Rangel, que se recuperou de lesão. No meio, Douglas Moreira cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo, e Caíque entra no lugar do motorzinho do Tigre. O esquema vai ser o mesmo, 4 – 3 – 3, para se manter no sonho pelo título do returno.

— É um clássico, um jogo que tem muita rivalidade, é um jogo que para a gente é muito importante ganhar porque a gente ainda tem possibilidade de ganhar o turno dependendo dos três jogos Avaí, Joinville e chapecoense, então a gente tem que fazer a nossa parte, independente do que acontecer, fazer nesses três jogos nove pontos e vamos em busca disso — comenta Deivid.

Desgaste físico preocupa o Tubarão

O técnico Waguinho Dias ainda não definiu quem irá compor o setor defensivo do time, depois do desgaste sofrido por Marcos Vinícius, que voltou a treinar somente na quinta-feira, de Gerson e Lucas Costa. É importante que o Tubarão esteja bem fisicamente no meio para trás, já que Waguinho vai exigir atenção redobrada para cima de Alex Maranhão. O treinador disse que o meio campo do Criciúma tem trocas rápidas de bola, e que os cruzamentos para Jheimy dentro da área são um perigo a ser evitado.

— Se eu conseguir conter as descidas do meio campo, com os cruzamentos do Marlon e principalmente o Caio Rangel, já vamos igualar nossas forças, e daí eles é que tem que se preocupar com o nosso ataque Ratão, Rentería e Daniel — comentou o treinador.

Ficha técnica

Criciúma
Luiz; Diogo Mateus, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto, Ricardinho, Caique e Alex Maranhão; Caio Rangel e Jheimy

Técnico: Deivid

Tubarão
Luiz Carlos; Marcos Vinicius (Arilton), Lucas Costa, Gerson e Weriton; Liel, Ricardo Conceição e Paulo Vinicius; Daniel Costa; Rafael Ratão e Rentería

Técnico: Waguinho Dias

Arbitragem: Leandro Messina Perrone, auxiliado por Carlos Berkenbrock e Thiago Americano Labes
Local: Heriberto Hülse – Criciúma
Horário: 10h de domingo

Leia mais:
Confira a tabela do Campeonato Catarinense

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteHercílio Luz fica mais próximo do acesso e briga esquenta na outra semi https://t.co/O8EeQ6hbm9 #LeiaNoSantahá 4 horas Retweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteSaint-Etienne empata com Rennes e perde 3ª posição da Ligue 1 https://t.co/65Bu0sKgNW #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros