Blumenau vence Botafogo e força o quarto jogo das semifinais da Liga Ouro de Basquete - Esportes - Santa

Versão mobile

Divisão de acesso09/06/2017 | 23h20Atualizada em 09/06/2017 | 23h20

Blumenau vence Botafogo e força o quarto jogo das semifinais da Liga Ouro de Basquete

Equipe conseguiu vantagem de 16 pontos no placar jogando diante do torcedor


532 torcedores marcaram presença no jogo válido pelos playoffs semifinais. Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

Blumenau saiu atrás do placar. Conseguiu empatar em 19 a 19 no fim do primeiro quarto. No segundo, abriu vantagem e foi para o intervalo vencendo por 30 a 24. Os times arriscavam pouco, daí o placar ainda baixo. Até aquela altura apenas um arremesso de três havia caído. O norte-americano Deonta Stocks, com 10 pontos, e Bruno Lazzaris, com oito, eram os maiores pontuadores de Blumenau. Pare o cronômetro. Isso é tudo que você precisa saber sobre o primeiro tempo e os seis primeiros minutos do terceiro quarto do jogo desta sexta, entre Blumenau e Botafogo, pela Liga Ouro de basquete masculino.

Era o terceiro jogo da série melhor de cinco que define um dos finalistas da competição. O campeão garante vaga no Novo Basquete Brasil (NBB), a elite da modalidade no país. Blumenau perdeu os dois primeiros jogos no Rio de Janeiro e precisava vencer para forçar uma terceira partida no domingo e continuar lutando pela classificação. Na noite desta sexta-feira, no Ginásio Sebastião Cruz, o Galegão, o time fazia jogo lá e cá contra os cariocas. Entre jaquetas, tocas e capuzes, os 532 torcedores presentes – público incompatível com a importância do duelo, diga-se – viam a disputa com pescoços balançando lado a lado, como em uma partida de tênis, tamanho o equilíbrio.

Pode soltar o relógio. Aos seis minutos do terceiro período, a pequena vantagem de Blumenau havia ido embora em duas descidas do Botafogo. O placar empatou em 34 a 34. E o Galegão explodiu. Após chances desperdiçadas de parte a parte, Gabriel, dono da camisa 7 de Blumenau, subiu na hora certa. Saltou pela direita do ataque, próximo à logomarca do título de capitalização. Parou no ar como até então pensávamos que só beija-flor e Dadá Maravilha faziam. Anotou a cesta de três pontos que fez levantar junto com ele os torcedores que estavam nas cadeiras azuis dos anfitriões e até alguns alvinegros divididos acomodados nos assentos brancos. Gabriel, que se redimiu de erros no primeiro tempo com pontos em horas decisivas e terminou o jogo com 14 pontos, o segundo cestinha de Blumenau.

Esqueça Kevin Durant, Stephen Curry e os astros do Golden State Warriors que sexta á noite entraram em quadra prestes a sacramentar o título da NBA para a equipe da Califórnia. Em um torneio sem a mesma pirotecnia, mas com disputas fortes, um verdadeiro basquete raiz, quem voltou a aparecer foi Stocks, com uma cesta de três em momento importante. O norte-americano de Blumenau anotou 16 pontos e foi o cestinha da noite. Quando ele acertou um lance livre e mais duas cestas de dois em seguida, no último quarto, o torcedor viu o placar se aproximar dos números finais, que ficaram em 71 a 55, e o gosto de vitória começar a hidratar a garganta ressecada dos gritos de apoio.

Não deixemos o complexo de vira-lata impedir de valorizar os talentos locais. Além de Gabriel e Rômulo, nomes como o pivô Diegão, com 12 pontos, e Lazzaris, com 10, tiveram papel fundamental para segurar o time botafoguense.

A vitória rendeu o troféu que Blumenau buscava: o quarto jogo do playoff, domingo, às 11h, novamente em casa. O torcedor já está convocado.

 
 

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteJogadores comemoram a vitória e a aproximação do Criciúma com o G-4 https://t.co/W0Y5hUaYnn #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteCriciúma supera o Paraná em casa e vence a terceira seguida na Série B https://t.co/uS2Ogve3G9 #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros