Em súmula, árbitro de Avaí e Flamengo ignora pênalti desmarcado - Esportes - Santa

Versão mobile

Série A12/06/2017 | 12h16Atualizada em 12/06/2017 | 12h16

Em súmula, árbitro de Avaí e Flamengo ignora pênalti desmarcado

"Nada houve de anormal", disse Vollkopf sobre ocorrências no jogo

Em súmula, árbitro de Avaí e Flamengo ignora pênalti desmarcado Reprodução / CBF/CBF
Reprodução do trecho da súmula que trata das ocorrências jogo Foto: Reprodução / CBF / CBF
DC Esportes
DC Esportes

A polêmica do pênalti desmarcado no jogo entre Avaí e Flamengo, neste domingo na Ressacada, em Florianópolis, ficou apenas dentro de campo. Na súmula da partida, o árbitro Paulo Schleich Vollkopf ignorou o fato. O lance ocorreu aos 37 do segundo tempo, quando Diego Tavares, do Avaí, caiu dentro da área depois de um lance com o meia Éverton, do Flamengo. Vollkopf, inicialmente, sinalizou a penalidade, mas três minutos depois voltou atrás, após ouvir dois auxiliares.

Confira as últimas do Avaí
Acesse a tabela da Série A

No campo da súmula destinado a eventuais ocorrência, ele resumiu: "Nada houve de anormal". Nem mesmo no espaço destinado a atrasos ele assinalou a perda de tempo com a indecisão sobre a penalidade. Por outro lado, justificou a expulsão do meia Marquinhos, que já tinha substituído, aos 40 minutos do segundo tempo, por conta da reação do jogador à decisão de desmarcar o pênalti. Vollkopf escreveu na súmula que expulsou o atleta por ter sido avisado pelo árbitro assistente Eduardo Cruz que o meia entrou em campo.

Dentro do gramado, Maquinhos teria dito alguns palavrões e gesticulou "que estavam sendo roubados e dizendo as seguintes palavras: seus filhos das p..., cambada de ladrão, vocês estão nos roubando". Depois de ter sido expulso, o meia continuou reclamando, desta vez com o quarto árbitro, Cícero Souza. O jogador teria dito a ele: "estão de sacanagem, seus filhos de uma p..., ladrão do c..., cambada de vagabundo". O assistente Eduardo Cruz também informou no documento que Marquinhos xingou a equipe de arbitragem.

Para finalizar, Vollkopf registrou que torcedores do Avaí chutaram o portão de acesso da garagem anexa ao vestiário da arbitragem. Seguranças do clube seguraram o portão pelo lado interno do estádio, mas a situação só normalizou com a chegada do policiamento.

Leia também:
"É muita vontade de não dar o pênalti", reclama técnico do Avaí
Anulação de pênalti do Avaí gera suspeita de interferência externa
Chefe da arbitragem rechaça interferência externa em jogo do Avaí

Jornal de Santa Catarina
Busca