Figueirense é derrotado pelo Paraná na estreia de Marcelo Cabo - Esportes - Santa

Versão mobile

1 a 016/06/2017 | 22h23Atualizada em 16/06/2017 | 22h23

Figueirense é derrotado pelo Paraná na estreia de Marcelo Cabo

Mesmo sem preparar a equipe em campo, treinador foi  à área técnica e acompanhou um Figueira semelhante ao de antes de sua contratação

Figueirense é derrotado pelo Paraná na estreia de Marcelo Cabo GIULIANO GOMES/PR PRESS
Foto: GIULIANO GOMES / PR PRESS

Marcelo Cabo acreditava que assumir o comando técnico sem um único treino poderia levar o Figueirense ao término do jejum de vitórias. Ledo engano. A equipe alvinegra pouco apresentou de diferente na noite desta sexta-feira, no Durival de Britto. Quando o Paraná forçou um pouco mais, causou estrago e conseguiu o mínimo necessário. O placar de 1 a 0 para os mandantes amplia o jejum do Furacão: seis jogos sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro e arriscado a terminar a rodada na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, a nona da Série B, o Figueirense volta a atuar no Orlando Scarpelli. O conjunto alvinegro enfrenta o Luverdense às 20h30 de terça-feira. No mesmo dia, às 21h30, os paranistas encararam o Internacional, no Beria-Rio.

Muita disputa e poucas oportunidades claras. Assim foi o começo da partida na gelada Curitiba. Tanto que a primeira boa chance de gol ocorreu aos 15 e na bola parada. Porém, o time da casa não aproveitou a bola rebatida após um escanteio. O Figueirense respondeu aos 17, em um chute de longe que passou perto da trave. O jogo transcorreu sem que as equipes causassem estragos. O Paraná, porém, acordou antes do término da primeira etapa. Aos 37 e aos 43, Thiago Rodrigues apareceu bem para evitar a abertura do placar.

Os mandantes voltaram com o mesmo ímpeto do intervalo e, sem que o Figueirense pudesse apresentar qualquer mudança a partir das palavras de Marcelo Cabo, chegou ao gol. Logo aos três minutos, Felipe Alves não desperdiçou o cruzamento e mandou de cabeça para as redes. Fica atrás chacoalhou o Figueirense que tomou a iniciativa. Quatro minutos depois, foi o goleiro Richard evitou o empate duas vezes seguidas. A primeira em cabeçada de Naylhor, que tinha endereço certo, e a segunda em uma pedrada Henan, de fora da área, que foi espalmada.

Aos 16, por muito pouco o Paraná não conseguiu ampliar. Thiago Rodrigues conseguiu evitar o arremate que teria perigo ao deixar a área para fazer o corte. Mas a sobra caiu no pé de Renatinho, que quase anotou por cobertura. Era lá e cá. Quatro minutos depois, Naylhor soltou a bomba que Richard, novamente, defendeu. Os paranistas se acomodaram e defenderam o resultado. O Alvinegro tentou, sem forças, ao menos a igualdade. Porém, teve de voltar para Florianópolis com a sexta partida seguida sem triunfo.

FICHA TÉCNICA

PARANÁ - 1  
Richard; Cristovam, Rayan, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias e Guilherme Biteco (Renatinho) (Luiz Oávio); Robson, Minho e Felipe Alves (Nathan). Técnico: Cristian de Souza

FIGUEIRENSE - 0
Thiago Rodrigues; Weldinho (Marco Antônio), Naylhor, Bruno Alves e Iago (G. Lazzaroni); Dudu Vieira, Zé Antônio e Jorge Henrique; Joãozinho (Índio), Luidy e Henan. Técnico: Marcelo Cabo.

GOLS: Felipe Alves, aos 3 do segundo tempo (P).

CARTÕES AMARELOS: Gabriel Dias (P). Henan, Jorge Henrique e Zé Antônio (F). 

ARBITRAGEM: Luiz César Magalhães, auxiliado por Nailton Junior de Sousa Oliveira e Renan Aguiar da Costa (trio de CE)

LOCAL: Durival de Britto, em Curitiba (PR). 


 
 
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros