JEC tenta quebrar sequência de resultados ruins no Brasileiro - Esportes - Santa

Versão mobile

Série C16/06/2017 | 20h42Atualizada em 16/06/2017 | 20h42

JEC tenta quebrar sequência de resultados ruins no Brasileiro

Tricolor recebe o São Bento-SP, neste domingo, na Arena, e só vitória aliviará a pressão que ronda a equipe e o técnico Fabinho Santos

JEC tenta quebrar sequência de resultados ruins no Brasileiro Divulgação/Assessoria do JEC
Apesar dos problemas fora de campo, Fabinho Santos (E) tem sido cobrado pelo presidente do JEC, Jony Stassun (D) Foto: Divulgação / Assessoria do JEC

O torcedor mais fanático do JEC pode até não gostar, mas, nos últimos tempos, a cobertura jornalística do clube traz mais fatos negativos do que positivos. É quase como a chuva em Joinville: se você não estiver preparado, pode ser surpreendido. No caso do Tricolor, a semana foi de temporais significativos.

Leia as últimas notícias sobre o Joinville Esporte Clube no AN.com.br
Leia mais sobre o JEC no blog Toque de Letra

Na preparação para a sexta rodada, o técnico Fabinho Santos teve de administrar dois problemas extracampo. Na quarta-feira, cancelou um treino por falta de uniformes – a lavanderia, responsável pela limpeza, não havia entregado as peças por causa de dívidas do clube. Um dia antes, o grupo esteve reunido com a direção para discutir o atraso no pagamento dos direitos de imagem dos atletas. A nova promessa é de que até o dia 20, tudo estará em dia.

Em meio a estes problemas, há "só¿ o futebol. Sétimo colocado do grupo B, o Tricolor está dois pontos atrás da zona de classificação, mas tem a mesma vantagem em relação à zona de rebaixamento. Ou seja, a previsão do tempo não anda boa no CT do Morro do Meio.

Para que o "sol" volte a aparecer, o Joinville precisa da vitória sobre o São Bento-SP, neste domingo, às 15 horas, na Arena. Só assim o clima ficará melhor no Tricolor, segundo indica o "meteorologista" Fabinho Santos.

– Os resultados ajudam em todos os pontos (volta da torcida, patrocinadores, receitas). Por isso é importante vencer. As vitórias trazem muitas coisas boas para o clube – afirmou, em entrevista coletiva na sexta-feira.

Os três pontos também viriam em boa hora para o próprio Fabinho. Embora não confirme, a diretoria do Joinville avalia a situação do treinador em caso de novo tropeço na Série C. Ciente da pressão, o comandante decidiu até mudar o esquema de jogo.

Adepto do 4-2-3-1, Fabinho vai utilizar neste domingo uma espécie de 4-3-3, com variação para 3-5-2 quando a equipe ataca. A grande novidade desta formação é a presença de dois centroavantes: Rafael Grampola e Ricardo Lobo.

– Certa vez, vocês me perguntaram se haveria possibilidade de o (Rafael) Grampola e o Ricardo Lobo atuarem juntos. Desde aquela ocasião, a gente só estava esperando eles estarem aptos para suportarem 90 minutos. Esse momento chegou. Precisamos de gols, vamos jogar em casa e eles atuarão juntos – revelou.

Na defesa, a novidade é o retorno de Max, recuperado de lesão, e a entrada de Roberto numa função similar a de um terceiro zagueiro. Com eles, Fabinho espera ganhar força pelo alto. Se der certo, evitará novas tempestades e estampará a edição de segunda-feira de "A Notícia" com fatos positivos.




Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteTécnico do Avaí aprova rendimento do time: "Tivemos boas tomadas de decisões" https://t.co/fGeeI1oIzx #LeiaNoSantahá 25 minutosRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporte"A gente devia essa vitória para a torcida", diz o técnico do Figueirense https://t.co/SYbqJGxW7Q #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros