Técnico do Criciúma exalta vitória e fala sobre melhorar o meio e o ataque - Esportes - Santa

Versão mobile

jogo a jogo10/06/2017 | 07h05Atualizada em 10/06/2017 | 07h06

Técnico do Criciúma exalta vitória e fala sobre melhorar o meio e o ataque

Próximo desafio é na terça-feira fora de casa, contra o Figueirense

Técnico do Criciúma exalta vitória e fala sobre melhorar o meio e o ataque Caio Marcelo / Especial/Especial
Foto: Caio Marcelo / Especial / Especial

Na terceira partida de Luiz Carlos Winck no comando do Criciúma, a vitória veio. Dos nove pontos disputados, quatro estão na conta, mas o novo técnico diz que ainda tem muito a melhorar. A pressão de vencer a primeira na Série B ficou para trás depois do 1 a 0 sobre o CRB. O foco agora é conquistar ponto a ponto, a cada rodada, para deixar a zona de rebaixamento e mirar o topo da tabela.

— O que me deixou frustrado nesses três jogos foi questão de perdermos para o Juventude no final do jogo, pois a gente teria cinco pontos de nove. Quero deixar claro para o torcedor que nós vamos tentar trabalhar o mais rápido possível para que nós tenhamos uma equipe que tenha vitórias e que possa ter o convencimento, de fazer o torcedor gostar da equipe num todo. O importante nesse jogo foram os três pontos, a primeira arrancada nessa competição — comentou o treinador.

Na noite fria de sexta-feira, pouco mais de 1,8 mil torcedores foram ver se perto o triunfo do Tigre, que vai confiante para o clássico estadual de terça-feira, diante do Figueirense. Segundo Winck, vencer em casa é essencial, e conquistar pontos é um desafio a ser superado já nas próximas rodadas.

— A gente tá trabalhando, vendo os erros, mas tem que parabenizar porque não é fácil você vai em Cuiabá, calor intenso, em Caxias campo pesado, viaja e tem que jogar pressionado porque precisava dessa vitória a todo custo, nós precisávamos retomar as vitórias dentro de casa. Tem uma frase em italiano que eu sempre digo para eles no vestiário "quì comando io", aqui mando eu, tem que ser assim, hoje (sexta) nós mandamos, fizemos os três pontos, fizemos o dever de casa — enfatizou.

Com apenas um gol sofrido em três jogos, o esquema de Winck no setor defensivo tem dado resultado. Ele explica que agora a melhora tem que ocorrer no meio e no ataque, para que os três setores estejam em harmonia. Se for necessário, o time fará contratações para as posições necessárias.

— O ruim no momento, da minha parte, é que eu tenho pouco tempo, não tenho uma semana para trabalhar, isso gera um desgaste maior, vou procurar nesse pouco tempo que tem estar acrescentando, primeiro parte, nós conseguimos melhorar muito questão defensiva. O torcedor vai dizer, o Winck é retranqueiro, não sou, gosto de uma equipe que agrida o adversário, mas tenho que lembrar que preciso sustentar lá atrás. A equipe se equilibrou na última linha de quatro, precisamos agora melhorar meio e ataque para que tenhamos um todo — projetou.

O grupo se reapresenta na tarde deste sábado para trabalho regenerativo, já de olho na partida de terça. Domingo e segunda também serão de treinamento, antes de enfrentar o Figueirense às 20h30min, no Orlando Scarpelli.

Leia mais:
Diogo Mateus, do Criciúma, comenta mudança para buscar primeira vitória: "Postura mais firme"
Em casa, Criciúma bate o CRB por 1 a 0 e vence a primeira na Série B
Edson Gaúcho é o novo diretor executivo de futebol do Criciúma
Zagueiro Edson Borges é apresentado no Criciúma
Acesse a tabela da Série B

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteMilton Cruz será mantido no comando técnico do Figueirense em 2018 https://t.co/pwZ7T69gM0 #LeiaNoSantahá 8 horas Retweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporte"Agora é planejar o ano que vem", diz lateral do Figueirense https://t.co/obzxqFrlEA #LeiaNoSantahá 10 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca