Alexandre Pato reencontra seu futebol na China - Esportes - Santa

Versão mobile

Xangai17/07/2017 | 14h54

Alexandre Pato reencontra seu futebol na China

AFP
AFP

O atacante brasileiro Alexandre Pato está redescobrindo seu amor pelo futebol na China, depois de alguns anos complicados em que sua carreira, apesar de ter somente 27 anos, parecia estar se encaminhando para o fim.

O atacante anotou neste fim de semana um autêntico golaço na vitória de sua equipe, o Tianjin Quanjian, sobre o Shanghai Shenhua do argentino Carlos Tevez (3-0).

Pato soltou uma bomba de fora da área para balançar as redes, depois de comandar a jogada de ataque. O brasileiro marcou seu 9º gol na temporada em 16 jogos.

Seu futebol parece ter renascido sob as ordens do atual treinador, o ex-zagueiro campeão do mundo com a Itália Fabio Cannavaro.

"Acredite em você", escreveu Pato em sua conta no Twitter após a vitória, que coloca o Tianjin na terceira colocação da Super Liga Chinesa.

Suas boas atuações -e da equipe- reconciliam Pato com o esporte que há alguns anos o colocou como uma das maiores promessas do mundo.

Cinco temporadas discretas mais tarde, incluindo uma passagem desastrosa pelo Chelsea, Pato volta a brilhar com gols e assistências.

"Não me surpreende a atuação de Pato. Conhecíamos seu talento antes de contratá-lo. Ele se integrou rapidamente ao país", declarou Cannavaro aos jornalistas.

Pato estava predestinado a ser uma estrela mundial quando, aos 17 anos de idade, derrotou o Barcelona na final do Mundial de Clubes da Fifa com o Internacional, em 2006.

Naquela partida, Pato quebrou o recorde de Pelé de jogador mais novo a marcar em competição oficial da Fifa.

- Lesões e queda de rendimento -

Em 2007, Pato assinou com o Milan e em sua primeira temporada anotou 18 gols em 42 jogos, sendo nomeado melhor jogador jovem da Serie A. Um ano depois, em 2008, estreou na seleção brasileira principal. Tinha o mundo a seus pés.

Mas, a partir da temporada 2010-11, as lesões começaram a prejudicar seu futebol. Após dois anos irregulares, com um rendimento impróprio para um jogador de seu nível, voltou ao Brasil para defender o Corinthians.

Seu jeito 'blasé' de jogar incomodou a popular torcida do Timão e Pato acabou emprestado ao São Paulo e, em seguida, ao Chelsea. Em Londres, atuou em apenas dois jogo e não teve o contrato renovado.

Seu alto salário e pouco futebol se tornaram um transtorno para os clubes que apostavam nele. Na época, o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, afirmou: "Rezamos dia e noite para conseguir vender Pato".

O mandatário do Timão teve seu desejo realizado no meio do ano passado, quando o Villarreal o comprou por 3 milhões de euros. Apesar do pouco futebol apresentado na Espanha, o 'Submarino Amarelo' acabou sendo recompensado financeiramente pela aposta: seis meses depois, conseguiu vender Pato por 18 milhões de euros ao Tianjin chinês.

"Não existem jogadores que não cometam erros e Pato não é uma exceção. Não só estou feliz por ele, também estou orgulhoso", concluiu Cannavaro após a última vitória do Tianjin.

* AFP

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteCom irmã improvisada de "calheira", catarinense leva a prata na bocha paralímpica https://t.co/zWT78BBcrI #LeiaNoSantahá 23 minutosRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteTroféu Brasil de Bodyboarding, em Balneário Camboriú, está prestes a conhecer campeões https://t.co/xX3n2PYA0F #LeiaNoSantahá 23 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca