Augusto Ittner: Os sete passos do plano de reestruturação do Metropolitano - Esportes - Santa

Versão mobile

Esporte24/07/2017 | 08h07Atualizada em 24/07/2017 | 08h07

Augusto Ittner: Os sete passos do plano de reestruturação do Metropolitano

Regularizar as contas, aderir ao Refis, Ato Trabalhista, buscar dinheiro e parcerias: o que o clube projeta para sair da crise e se reerguer


Graças às dívidas o Metropolitano vivia a iminência de um afogamento. Empurrar com a barriga o problema não era mais possível, já que a água infestada por credores e problemas batendo à porta já cercava todo o clube. Mas como em um filme de Hollywood, uma mão surgiu para tirar o time dessa situação – mas isso não significa necessariamente que a salvação é uma consequência.

Há a chance de que a saída de todas essas adversidades ocorra em um curto período de tempo, assim como existe a possibilidade de que a mão escorregue caso as coisas não andem como planejado – ou então se houver obstáculos no meio do caminho.

 No início deste mês (como destacou a coluna dos dias 8 e 9 de julho) o Metrô acertou a contratação de um especialista para reorganizar o clube administrativamente e colocar o verde em evidência não só no uniforme, mas também nas contas.

Na quinta-feira tive acesso ao cronograma de trabalho da equipe jurídica da Nemetz & Kuhnen Advocacia, liderada pelo advogado Luís Fernando Novaes, que fará essa espécie de ¿intervenção¿ para elevar ao clube a um novo patamar. Confira:

Foto: Arte JSC / Agência RBS
 
 
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros