Chapecoense vence o Defensa y Justicia nos pênaltis e vai às oitavas - Esportes - Santa

Versão mobile

Sul-Americana25/07/2017 | 21h45Atualizada em 25/07/2017 | 22h26

Chapecoense vence o Defensa y Justicia nos pênaltis e vai às oitavas

Após 1 a 0 no tempo normal, goleiro Jandrei pegou duas cobranças

Chapecoense vence o Defensa y Justicia nos pênaltis e vai às oitavas Sirli Freitas/Chapecoense
Jogadores comemoram gol marcado por Túlio de Melo Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Com duas defesas na cobrança de pênaltis, o goleiro Jandrei garantiu a classificação da Chapecoense para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, com vitória nos pênaltis por 4 a 2, depois de 1 a o no tempo normal, nesta terça-feira, na Arena Condá. O goleiro da Chape pegou as cobranças de Bareiro e González. Os quatro cobradores do Verdão converteram. 

A vitória nos pênaltis fez lembrar o goleiro Danilo, falecido no acidente aéreo do ano passado, que pegou quatro pênaltis contra o Independiente em 2016. Em 2015, a Chapecoense também eliminou o Libertad nos pênaltis. 

Precisando reverter a derrota por 1 a 0 no jogo realizado na Argentina, o técnico Vinícius Eutrópio apostou no atacante Túlio de Melo para iniciar a partida ao lado de Arthur Caíke. Afinal, o atacante havia marcado o primeiro gol da vitória contra o São Paulo, há nove dias pelo Brasileirão, quebrando uma série de sete jogos sem vitória. E assim como o técnico, é outro que esteve no clube em 2015 e retornou neste ano. 

Mas quem começou levando perigo foi o Defensa Y Justicia. Aos quatro minutos, o atacante Kaprof recebeu livre na pequena área, mas desperdiçou a melhor chance do time argentino na primeira etapa. A Chapecoense defendia o título da Sul-Americana, conquistado no ano passado. A torcida atendeu o chamamento da diretoria e compareceu em bom número para manter a tradição de nunca ter perdido em casa na competição. 

Na única vez que foi eliminado, venceu o River Plate por 2 a 1, nas quartas de final da competição, em 2015. A Chape voltou a mostrar seu espírito copeiro.  Arthur arriscou de fora da área e a bola passou perto do poste. Depois o time começou a chegar com perigo em cobranças de falta de Reinaldo. E foi numa cobrança de escanteio do lateral que surgiu o primeiro gol da Chapecoense. Justamente com Túlio de Melo. O atacante de 1,90 metro subiu mais que a defesa e cabeceou para a rede. Na comemoração, deu suas tradicionais cambalhotas. 

Mas o resultado ainda era insuficiente, pois levava a decisão para os pênaltis. Por isso, após um início de segundo tempo em que o Defensa foi para o ataque, Eutrópio colocou mais um atacante, Lourency, no lugar de Seijas. Quem teve a chance de marcar o segundo foi Arthur, que entrou na área de frente para o gol, pressionado pelo zagueiro, bateu colocado e a bola acabou saindo. Lourency também teve uma chance mas o chute desviou na zaga e foi para fora. 

Sem conseguir marcar o segundo gol, o jogo acabou indo para os pênaltis. Luiz Antônio abriu as cobranças e converteu. Também fizeram Wellington Paulista, Fabrício Bruno e Lourency. Para o Defensa, converteram Luís Jerez, Fredes. Jandrei defendeu a cobrança de Bareiro e González. Nem precisou a quinta cobrança. 

Agora a Chapecoense espera o resultado de Flamengo e Palestino, que ainda jogam na noite desta terça-feira. 

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE-1 (4): Jandrei, Apodi, Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Lucas Marques (Lucas Mineiro), Luiz Antônio e Seijas (Lourency); Arthur Caíke e Túlio de Melo (Wellington Paulista). Técnico: Vinícius Eutrópio. 

DEFENSA Y JUSTICIA-0 (2): Arias, Alvarado, Luís Jerez, Bareiro e Rivero; Cubas, Miranda, Delgado e Castellani (Fredes); Kaprof (Sosa) e Rius (González). Técnico: Sebastian Beccacece. 

Gols: Túlio de Melo (C), aos 24 minutos do primeiro tempo. 

Arbitragem: Daniel Fedorczvk, auxiliado por Miguel Nievas e Gabriel Popovits. 

Cartões amarelos: Lucas Marques , Reinaldo(C); Cubas  e Luís Jerez(DJ) 

Local: Arena Condá, em Chapecó

Público: 11.324

Renda: R$ 280.370

Leia mais notícias sobre a Chapecoense

Jornal de Santa Catarina
Busca