JEC/Krona recebe o Pato Futsal em busca da vice-liderança na Liga Nacional - Esportes - Santa

Versão mobile

Futsal13/07/2017 | 21h21Atualizada em 13/07/2017 | 21h21

JEC/Krona recebe o Pato Futsal em busca da vice-liderança na Liga Nacional

Tricolor jogará diante da sua torcida, no ginásio do Sesc, e chega embalado por seis partidas sem derrota na competição

JEC/Krona recebe o Pato Futsal em busca da vice-liderança na Liga Nacional Divulgação/Assessoria do JEC
JEC/Krona ocupa a sexta posição e vitória colocará o time, no mínimo, no terceiro lugar da Liga Futsal Foto: Divulgação / Assessoria do JEC

A boa fase do JEC/Krona será testada mais uma vez nesta sexta. Às 20h15, no ginásio do Sesc, o Tricolor recebe o Pato Futsal (PR), pela 13ª semana da Liga Nacional de Futsal. Com 17 pontos em nove partidas, o Joinville pode até alcançar a vice-liderança. Para isso, precisa vencer e torcer por um tropeço do Corinthians diante da Intelli – o duelo ocorrerá no mesmo horário.

No entanto, mesmo que o Corinthians não bobeie, o Joinville chegará à terceira posição se confirmar seu favoritismo contra os paranaenses. E o embalo das últimas rodadas dá confiança ao grupo de Vander Iacovino.

O JEC/Krona está invicto há seis jogos. Neste período, somou quatro vitórias e dois empates. O último triunfo, no domingo, aconteceu no mesmo palco desta noite e frente ao atual campeão Corinthians. Numa exibição de gala, os joinvilenses venceram por 7 a 2, desbancando a até então defesa menos vazada do campeonato.

A explicação para tal resultado está no poderio ofensivo do Joinville. A equipe marcou 31 gols em nove partidas, uma média de 3,44 por jogo. Com este índice, o JEC tem o segundo melhor ataque – atrás apenas do Magnus/Sorocaba, que soma 40, mas fez duas partidas a mais.

O problema é que do outro lado também estará um time com bons números ofensivos. Apesar de ocupar a décima colocação, o Pato Futsal fez os mesmos 31 gols dos joinvilenses – a diferença é que eles somam um jogo a mais.

Se o adversário promete dar trabalho, outra preocupação do técnico Vander Iacovino são os desfalques. Fellipe Mello está no departamento médico devido a uma fratura na fíbula da perna esquerda. Já o fixo Fernando está fora por causa de uma torção no pé direito. O fixo Leco, com problemas no músculo adutor da coxa, é dúvida embora esteja relacionado.

– São problemas que ocorreram de uma vez e temos que remontar o time para esse grande jogo. Mas é contar com o elenco e buscar mais uma vitória – avaliou Vander.

Os ingressos para o duelo custam R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros