Possível ida de Neymar ao PSG causa alvoroço no mundo do futebol - Esportes - Santa

Versão mobile

Paris18/07/2017 | 15h27

Possível ida de Neymar ao PSG causa alvoroço no mundo do futebol

AFP
AFP

O número do dia no mercado de transferências é '200': O Barcelona garantiu nesta terça-feira ter "200% de certeza" que Neymar permaneceria no clube catalão, num momento em que diversos veículos da imprensa afirmam que o PSG estaria disposto a pagar mais de 200 milhões de euros pelo brasileiro.

Seria isso mais um jogo de blefe, após as tentativas parisienses frustradas de contratar o craque brasileiro no ano passado? Naquela ocasião, as negociações entre Neymar e PSG resultaram numa prolongação de contrato do jogador com o Barça até 2021, com direito a aumentou salarial.

"Não vamos refazer o 'Neymar show', ele tem um multa enorme, precisamos ser realistas", afirmou ao diário esportivo francês L'Équipe uma fonte próxima ao clube francês.

Tudo (re)começou nesta segunda-feira, com uma matéria no diário esportivo catalão Sport explicando que Neymar estaria se sentindo "desconfortável" no Barça. Gianluca Di Marzio, jornalista do Sky Sport Italia, afirmou nas redes sociais que o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi, está disposto "a pagar a cláusula para rescisão de contrato com o Barcelona", que chegaria a 222 milhões de euros.

O Sport lembrou também de declarações prudentes do próprio Neymar em 10 de julho, quando estava de férias no Brasil: "Quem sabe o que vai acontecer amanhã. Eu me adaptei bem, mas tudo pode acontecer. Quem sabe...".

- Oficialização em "duas semanas"? -

Nesta terça-feira, o assunto foi pauta de capa dos três principais jornais esportivos espanhóis, algo extremamente raro. O Marca escreve: "PSG disposto a pagar cláusula se Neymar concordar: 222 milhões", com um salário de 30 milhões de euros anuais. Segundo o jornal As, "Neymar flerta com PSG" e seu pai viajará à França nos próximos dias para negociar com Al-Khelaifi. O Sport insiste: "PSG está atrás de Neymar".

No embalo, a imprensa brasileira também confirma os boatos. O jornalista Marcelo Bechler, do Esporte Interativo, cravou que Neymar "aceitou a proposta do PSG" e que o anuncio oficial será feito "em duas semanas", em final de julho ou inicio de agosto, alguns dias depois do amistoso entre Barcelona e Real Madrid, em Miami (29 de julho).

Único veículo a negar a possível transferência é o jornal catalão Mundo Deportivo, que afirma em seu site que Neymar "não deixará" o clube: "O pai do atacante comunicou que o jogador não tem a menor intenção de ir embora".

Com a palavra, a diretoria do Barça.

O craque de 25 anos estaria de saída? "Tenho 200% de certeza que não", afirmou o vice-presidente do clube, Jordi Mestre, nesta terça.

- 'Os outros estão chegando' -

Do lado do PSG, "o clube não comenta qualquer rumor de transferência ao longo desta janela", se limitou a responder a entidade à AFP.

Os céticos se perguntam porque Neymar iria jogar num clube que ele humilhou na Liga dos Campeões (ele foi o algoz do famoso 6-1, nas oitavas de final da Champions no ano passado). Mas muitos motivos podem levar o brasileiro a Paris. Primeiramente, ele se afastaria de um país que quer julgá-lo por sonegação fiscal e fraude.

Em seguida, caso realmente recebesse 30 milhões de euros por ano, dobraria seu salário atual e se tornaria o segundo jogador mais bem pago do mundo (atrás dos 38 milhões de euros pagos a Carlos Tevez na China), mais até do que os intocáveis Cristiano Ronaldo (23,6 milhões no Real Madrid) e Lionel Messi (20 milhões no Barcelona).

Outro elemento que fortalece a teoria de uma transferência é a chegada em Paris de Daniel Alves, seu ex-companheiro de Barcelona e um de seus melhores amigos, além da quantidade de brasileiros no vestiário do PSG (Marquinhos, Thiago Silva e Lucas).

Durante a apresentação de Daniel Alves, na semana passada, Al-Khelaifi já havia deixado indícios do que estaria por vir: "Estamos apresentando nosso primeiro grande campeão, mas outros estão chegando, a janela só fecha em 31 de agosto".

Neymar conquistou todos os títulos possíveis com o Barça, mas, para conquistar a tão sonhada Bola de Ouro (3º em 2015), o brasileiro terá que sair da sombra de Messi.

* AFP

 
 
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros