Vitória nesta segunda coloca o JEC no G4 do grupo 2 da Série C - Esportes - Santa

Versão mobile

Futebol09/07/2017 | 20h46Atualizada em 09/07/2017 | 20h47

Vitória nesta segunda coloca o JEC no G4 do grupo 2 da Série C

Tricolor encara o Mogi Mirim, fora de casa, e sabe que derrota empurrará o time para a zona do rebaixamento da competição

Vitória nesta segunda coloca o JEC no G4 do grupo 2 da Série C JEC/Divulgação
Rafael Grampola é uma das esperanças do Joinville na noite desta segunda-feira, diante do Mogi Mirim Foto: JEC / Divulgação

O equilíbrio do grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro é tão grande que o Joinville entra em campo sob uma condição inusitada. Oitavo colocado com dez pontos, o Tricolor pode chegar ao G4 se vencer o Mogi Mirim nesta segunda, a partir das 21 horas, em Mogi Mirim. No entanto, uma derrota empurra a equipe catarinense para a zona de rebaixamento da competição.

Esta condição de céu ou inferno apareceu em razão da rodada deste fim de semana. Todos os resultados de que o JEC precisava para alcançar o G4 aconteceram – vitória do Tombense sobre o Macaé por diferença de um gol; empate entre Bragantino e Tupi; empate entre Volta Redonda e São Bento; e empate entre Ypiranga e Botafogo-SP.

Leia as últimas notícias sobre o Joinville Esporte Clube no AN.com.br
Leia mais sobre o JEC no blog Toque de Letra

Como só vai atuar nesta segunda-feira, o Joinville sabe exatamente o que precisa fazer para terminar o turno do campeonato num cenário mais favorável. A equipe de Pingo pode até subir para a vice-liderança se vencer o Mogi Mirim por três gols de diferença no interior paulista.

– É importantíssimo jogar depois de saber o que fizeram as equipes que estão à sua frente. Mas, independentemente das circunstâncias, teremos um comportamento bem ofensivo. Vamos respeitar o adversário, mas buscaremos os três pontos – avisou o técnico Pingo, em entrevista coletiva na sexta-feira.

Nos cálculos do comandante, os três pontos fora de casa também são fundamentais para o Joinville se aproximar do número de pontos necessário para avançar à próxima fase – 28 ou 30 pontos, segundo as contas da comissão técnica.

– Com 28 pontos, houve times que se classificaram na quarta colocação. Deve ser por aí. Creio que com 30 pontos não teremos sustos. Nosso pensamento é nos classificarmos sem depender de ninguém.

Dentro de campo, nenhuma alteração em relação à equipe que atuou na semana passada diante do Bragantino, na Arena. Pingo quer dar confiança à equipe e, por este motivo, repetirá a escalação, que deu certo na última rodada. No entanto, além da tranquilidade, o treinador espera que o time tenha paciência para furar o bloqueio dos donos da casa.

– É uma equipe experiente. Precisamos ter sabedoria e, sobretudo, paciência para rodar a bola e furar esse bloqueio.







Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteMilton Cruz será mantido no comando técnico do Figueirense em 2018 https://t.co/pwZ7T69gM0 #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporte"Agora é planejar o ano que vem", diz lateral do Figueirense https://t.co/obzxqFrlEA #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca