Criciúma recebe o Luverdense atrás de vitória e de saldo na Série B - Esportes - Santa

Versão mobile

Brasileiro09/09/2017 | 06h51Atualizada em 09/09/2017 | 06h51

Criciúma recebe o Luverdense atrás de vitória e de saldo na Série B

Atacante entra no lugar de Lucão, suspenso pelo terceiro cartão amarelo

Criciúma recebe o Luverdense atrás de vitória e de saldo na Série B Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC

A necessidade de balançar as redes é latente ao Criciúma. A equipe marcou 23 vezes no 22 jogos disputados pela Série B do Campeonato Brasileiro. Na tarde de sábado, às 16h30min, botar a bola no barbante contra o Luverdense é obrigação para conquistar três pontos no Heriberto Hülse. Sem o artilheiro Lucão, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, a missão recai principalmente sobre os atacantes Kalil, Silvinho, que divide a artilharia com seis gols, e João Henrique.

Até aqui, o Criciúma não venceu nenhuma partida com mais de um gol de diferença, mas para o técnico Luiz Carlos Winck, isso não é o mais importante. Para esta partida, o time é o mesmo que enfrentou o América-MG, somente com a mudança na frente por conta da suspensão. A maneira de jogar, porém, deve ser diferente, antecipou o técnico.

Ricardinho não vai avançar tanto e fica na marcação ao lado do primeiro volante Jonatan Lima. A receita para o jogador é manter um time seguro na marcação, mas que dite o ritmo e faça boas jogadas na frente.

— Nós queremos uma equipe que marque bem, que jogue, que agrida o adversário e que busque também incessantemente o gol, mas com os cuidados necessários. Se acha que vai fazer gol toda hora não é assim, o campeonato é equilibrado, o que vale mais no momento são os três pontos, isso é importantíssimo para nós — comentou o treinador do Tigre

Essa vai ser a terceira partida de Kalil pelo campeonato, a segunda que começa como titular. A boa apresentação na vitória sobre o Santa Cruz agradou o técnico. Por isso ele recebe uma nova oportunidade — e uma boa chance — para marcar o primeiro gol com a camisa tricolor. Nos treinos, o jovem tem demonstrado eficiência, mas desde que chegou ao clube, em 2014, ainda não anotou gol como profissional, em 20 partidas disputadas.

Do lado de lá, o Luverdense vem de vitória sobre o Londrina e conseguiu se afastar um pouco mais da zona de rebaixamento. O objetivo do clube, hoje em 15º, é ficar entre os dez primeiros. O técnico Júnior Rocha não tem desfalques e vem confiante: no Heriberto Hülse, nunca perdeu.


FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA
Luiz; Diogo Mateus, Nino, Édson Borges e Diego Giaretta; Jonatan Lima, Ricardinho e Douglas Moreira; Silvinho, Kalil e João Henrique. Técnico: Luiz Carlos Winck

LUVERDENSE
Diogo Silva; Aderlan, Pablo, William e Paulinho; Moacir, Marcos Aurélio, Sergio Mota, Douglas Baggio; Rafael Ratão e Rafael Silva. Técnico: Júnior Rocha.

ARBITRAGEM: Pericles Bassols Pegado Cortez, auxiliado por Cleberson do Nascimento Leite e Francisco Chaves Bezerra Junior (trio de PE)

LOCAL: Heriberto Hülse - Criciuma – SC

Leia mais:
Após queda de aproveitamento em casa, Jonatan Lima promete nova fase do Criciúma: "A gente corrigiu"
Luiz Carlos Winck completa 100 dias à frente do Criciúma: "É um clube maravilhoso" 
Confira as últimas notícias do Criciúma
Acesse a tabela da Série B

Jornal de Santa Catarina
Busca