Elton Carvalho: Confira detalhes da reunião do conselho do JEC - Esportes - Santa

Versão mobile

Toque de Letra 19/09/2017 | 12h19Atualizada em 19/09/2017 | 12h19

Elton Carvalho: Confira detalhes da reunião do conselho do JEC

Cobranças sobre Jony Stassun e anúncio de chapa de oposição foram as novidades do encontro

Elton Carvalho: Confira detalhes da reunião do conselho do JEC /

A reunião do conselho deliberativo do Joinville, realizada na noite de segunda-feira, na sede da Acij, teve presença de cerca de 30 conselheiros e, como adiantava Toque de Letra, cobrou bastante o presidente Jony Stassun em relação ao que tem sido feito no clube - tanto no departamento de futebol quanto no gerenciamento das dívidas do clube.

Leia as últimas notas de Elton Carvalho
Confira as últimas notícias do esporte  

Os conselheiros Marco Pollo, André Budal e Alexandre Polezza lideraram as cobranças sobre Jony, especialmente após a apresentações dos números do endividamento do JEC -hoje, há um déficit anual acumulado de R$ 3,6 milhões, o que já colocaria o clube em condições de ser excluído do   Profut – programa de refinanciamento das dívidas dos clubes de futebol no Brasil.

No entanto, as próprias exigências feitas pelo Profut foram derrubadas por uma decisão do Supremo Tribunal Federal, tornada pública na noite desta segunda-feira, numa  liminar do ministro Alexandre de Moraes. Ou seja, neste ponto, o Joinville, aparentemente, será um dos beneficiados, apesar da dívida que acumula.

Ainda na reunião do conselho, o ex-presidente do JEC, Nereu Martinelli, esteve presente e fez cobranças relacionadas principalmente ao trabalho feito no departamento de futebol - Nereu afirmou que teria dado continuidade ao trabalho do técnico Pingo e mudado a gerência liderada por Carlos Kila, na sua opinião, mal executada em razão do grande erro no número de contratações, conforme apontou Toque de Letra.

No entanto, Nereu também observou que Jony foi eleito pelo atual conselho, portanto, deve ser respeitado e ter suas decisões compreendidas.

Decisões

Após as cobranças, o conselho deliberativo do Joinville decidiu formar uma comissão na qual haverá uma reforma do atual estatuto. Uma das mudanças previstas é no calendário das eleições do clube, previsto para abril no atual formato. Alguns conselheiros querem esta eleição em dezembro. Outras alterações, não detalhadas por quem esteve na reunião, também estão previstas.

Houve ainda a oficialização de uma chapa de oposição, formada pelos ex-diretores do Joinville, que renunciaram aos seus cargos neste ano após os frequentes desentendimentos com Jony. Na próxima reunião do conselho, no dia 17 de outubro, eles pretendem oficializar, quem serão todas as pessoas desta chapa e quais cargos ocuparão. Por enquanto, não há nenhum nome confirmado para a presidência ou vice-presidência.

Segundo o presidente Jony Stassun, confirmada a existência desta chapa, haverá um processo de transição mais tranquilo a partir do mês de janeiro de 2018.






Jornal de Santa Catarina
Busca