Messi comanda vitória do Barça sobre a Juve na estreia da Liga dos Campeões - Esportes - Santa

Versão mobile

Barcelona12/09/2017 | 19h10

Messi comanda vitória do Barça sobre a Juve na estreia da Liga dos Campeões

AFP
AFP

Em partida inspirada de Lionel Messi, o Barcelona venceu a Juventus por 3 a 0 pela primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, nesta terça-feira, e começou a competição continental com o pé direito.

O argentino abriu o placar aos 45 minutos do primeiro tempo, começou a jogada do gol do croata Ivan Rakitic, aos 11 da segunda etapa, e fechou a conta com um lindo chute de fora da área, aos 24.

Depois de várias chances para vazar o italiano Gianluigi Buffon, o camisa 10 finalmente conseguiu vencer o duelo particular com o goleiro, após bela jogada com o uruguaio Luis Suárez no fim do primeiro tempo.

"Durante muito tempo sofri muito com Messi do outro lado e agora tenho a sorte de tê-lo comigo", comemorou o técnico Ernesto Valverde.

"Marcamos três gols e não sofremos nenhum. Somamos três pontos e isso é preciso ser levado em conta em um torneio tão curto", acrescentou o treinador Basco.

Com o resultado, o Barça assumiu a liderança do grupo D na frente do Sporting, que superou o Olympiakos fora de casa por 3 a 2.

Antes da bola rolar, a torcida do Barcelona estendeu enorme faixa durante a apresentação das equipes com os dizeres "Welcome to the Catalan republic", (bem-vindo à república da Catalunha, em português), em meio à polêmica da realização do referendo separatista da região.

Mas dentro de campo a rivalidade de quem se enfrentou nas quartas de final da última edição, com a Velha Senhora classificada, e decidiu uma Liga dos Campeões em 2015, com título azul e grená, era latente.

- Truncado -

Além do retrospecto no confronto, ambas equipes tentavam manter o bom histórico em estreias na competição mais badalada da Europa. A Juve nunca tinha perdido no primeiro jogo do torneio, enquanto o Barça não sabe o que é ser derrotado há 19 anos.

O jogo começou como era de se esperar: o Barcelona com o controle da bola e tentando encontrar os espaços, diante do forte esquema defensivo da Juventus. Os visitantes, no entanto, quase saíram na frente em rápidas jogadas de contra-ataque.

O brasileiro Douglas Costa era a melhor opção na saída em velocidade. Em uma das puxadas, o camisa 11 deixou Dybala cara a cara com Ter Stegen, mas o goleiro defendeu a batida cruzada rasteira.

A resposta dos catalães veio em falta cobrada por Messi. A bola parou na barreira, mas Suárez encheu o pé no rebote, exigindo boa defesa de Buffon.

Quando o cronômetro já indicava que a partida ia para o intervalo sem gols, a estrela do craque argentino brilhou. Messi puxou contra-ataque rápido, tabelou com Suárez na entrada da área e bateu cruzado para abrir o placar, aos 45 minutos.

Depois de várias partidas enfrentando o veterano arqueiro, Messi finalmente conseguiu vencer o duelo com o camisa 1 da Velha Senhora.

- Messi decide -

Vencer Buffon não é tarefa fácil e depois do primeira vez Messi quis repetir a dose. Logo aos 6 minutos do segundo tempo, o argentino recebeu livre na entrada da área e arriscou forte, acertando a trave esquerda do arqueiro. No rebote, a bola ainda pegou nas costas do italiano e quase entrou.

Na falta de balançar as redes outra vez, Messi iniciou a jogada do segundo gol, aos 11 minutos. O craque apareceu livre pelo lado direito, invadiu a área e tocou para o meio. A zaga italiana cortou mal e o croata Ivan Rakitic completou próximo à marca do pênalti para ampliar.

O Barça cresceu no jogo, muito por conta da boa atuação do camisa 10 argentino. Depois dos italianos tentarem empatar a partida, os espaços apareceram e Messi recebeu passe de Iniesta para puxar contra-ataque. O craque driblou dois e bateu cruzado a entrada da área para fazer o terceiro, aos 24.

Os gols que nunca tinham saído contra Buffon tinham sido guardados para este duelo de Champions.

A Velha Senhora sentiu os gols e desligou. O uruguaio Luis Suárez chegou a fazer o quarto, aos 34 minutos, mas a arbitragem anulou o gol após impedimento duvidoso de Jordi Alba.

A jogada mais perigosa dos italianos na segunda etapa foi chute de longe de Dybala. Ter Stegen voou no canto para buscar e fazer boa defesa. Sem reação dos visitantes, os anfitriões esperaram o cronômetro correr para confirmar a primeira vitória no torneio continental.

A próxima partida do Barcelona é contra o Sporting, em Portugal, enquanto a Juventus recebe o Olympiakos. Ambos os jogos vão ser disputados no dia 27 de setembro.

* AFP

Jornal de Santa Catarina
Busca