Augusto Ittner: Blumenau EC e Metropolitano assumem primeira divergência - Esportes - Santa

Versão mobile

Futebol13/11/2017 | 11h38Atualizada em 13/11/2017 | 11h39

Augusto Ittner: Blumenau EC e Metropolitano assumem primeira divergência

Clubes queriam datas distintas para o início da Série B do Estadual

 

A Série B do Catarinense está longe de começar, mas Metropolitano e Blumenau Esporte Clube já assumiram a primeira divergência. Os dois times blumenauenses tiveram posicionamentos opostos quanto à data de início da competição, que inicialmente estava prevista para maio, porém que foi levada para o dia 3 de junho. 

De um lado, o Tricolor sugeria o máximo de antecipação possível da estreia. Do outro, o Verdão queria que o campeonato começasse apenas após a Copa do Mundo. O argumento do Blumenau EC é que se gastaria menos, enquanto o Metrô queria levar as disputas para o segundo semestre com o objetivo de se planejar com mais tranquilidade. 

Nem um, nem outro foram acatados e agora correm atrás de recursos para mais tardar em abril começar a pré-temporada.

FUTEBOL NO VALE EM 2018

 A se confirmar o retorno do Carlos Renaux, de Brusque, XV de Outubro, de Indaial, Atlético de Ibirama e do Atlético Itajaí – que demonstraram interesse em disputar a Série C do Estadual – o Vale terá 11 clubes profissionais, mais de um terço de todos os filiados à Federação Catarinense de Futebol (FCF) em 2018. Médio Vale (5), Litoral (5) e Alto Vale (1) dividem o mapa, com apenas um, o Brusque, na elite. 

O principal questionamento é se há espaço para todos e aí a resposta é não – ainda mais em uma cidade como Itajaí, que terá três times. O diferencial dessas equipes será fazer um bom trabalho de base, para dar solidez ao elenco profissional. Mas, convenhamos, pelo que conhecemos o futebol catarinense não é isso que vai acontecer e muitos serão apenas passageiros eventuais das divisões inferiores de Santa Catarina.

Jornal de Santa Catarina
Busca