Betão suaviza jogo decisivo do Avaí: "Felicidade de brigar até o fim" - Esportes - Santa

Versão mobile

Foco28/11/2017 | 19h30Atualizada em 28/11/2017 | 19h30

Betão suaviza jogo decisivo do Avaí: "Felicidade de brigar até o fim"

De acordo com xerife azurra, tratamento dos atletas deve evitar o "peso da permanência"

Betão suaviza jogo decisivo do Avaí: "Felicidade de brigar até o fim" Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Betão (esq) tenta minimizar a pressão sobre o elenco do Avaí no jogo de domingo Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

O Avaí vai decidir a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro neste domingo, às 17h, contra o Santos. Porém, o zagueiro Betão tenta reduzir a carga que a partida na Vila Belmiro tem para os azurras. Experiente, com seus 34 anos, o defensor acredita que o duelo com o Peixe deve ser encarado com alegria, por mais que valha o futuro imediato do clube. É que segundo o xerife, o Leão está vivo na última rodada é motivo de alegria.

— Não devemos levar para esse jogo o peso da permanência, mas levar a felicidade de poder brigar na última rodada. Essa é a mensagem que vou passar para o pessoal. Não adianta levar para a Vila Belmiro como se fosse o jogo da vida. É a felicidade de estar lá, um estádio histórico, podendo fazer história. Sabemos que muitos homens se realizaram no momento da crise. Nosso momento é esse, esquecer a necessidade da permanência, jogar por satisfação, alegria, dar esse presente a todos — descreveu Betão.

Para ficar na Série A, o Avaí precisa vencer o jogo e ainda torcer contra dois dos três adversários diretos: Coritiba, Sport e Vitória, que enfrentam Chapecoense, Corinthians e Flamengo, respectivamente. Quatro jogos definem os dois rebaixados para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. Para o zagueiro azurra, o duelo do Leão é o mais complicado.

— O jogo mais difícil é Avaí e Santos. Não fico olhando os adversários, se a gente não fizer nossa parte, de nada adianta. Todos os confrontos serão complicados. O pessoal fala que o Corinthians vai viajar para Recife sem os principais jogadores, mas são atletas que não vão querer manchar a carreira. A Chapecoense tem seus objetivos, vai ser parada dura para o Coritiba. O Flamengo vai querer terminar o ano bem contra o Vitória. Serão jogos emocionantes — pontuou o xerife do Avaí.

Após o triunfo sobre o Atlético-PR, no último domingo, os atletas se reapresentaram aos treinos na manhã desta terça-feira. Os atletas titulares fizeram atividades regenerativas e os demais executaram treinamento com bola. O técnico Claudinei Oliveira não poderá contar com o volante Judson, suspenso, e o atacante Junior Dutra, com dores musculares, é dúvida. 

Leia mais notícias do Avaí
Acesse a tabela da
Série B

Jornal de Santa Catarina
Busca