Brasil inicia laboratório para Rússia com amistoso contra o Japão - Esportes - Santa

Versão mobile

Lille09/11/2017 | 14h05

Brasil inicia laboratório para Rússia com amistoso contra o Japão

AFP
AFP

Depois de certificar sua eficiência nas eliminatórias sul-americanas, o Brasil dá início nesta sexta-feira à reta final de preparação para a Copa do Mundo-2018 em Lille, onde enfrentará o Japão em amistoso que servirá ao técnico Tite para realizar diversos testes na equipe.

"Terminei (a conversa com os jogadores) com um exercício de imaginação. Imaginem que agora tudo é Copa do Mundo, amanhã temos que simular um jogo de Copa do Mundo, são duas equipes que estão no Mundial", revelou Tite em coletiva de imprensa nesta quinta-feira.

Com dez vitórias e dois empates sob o comando de Tite nas eliminatórias, o Brasil agora sai de seu continente para testar e ser testado contra outras culturas futebolísticas.

"Muda a característica dos jogos que tivemos na América do Sul", alertou Tite.

O primeiro duelo desta data Fifa será contra o Japão, uma equipe tradicionalmente disciplinada e forte fisicamente. Na terça-feira, a seleção visitará Wembley para enfrentar a Inglaterra.

"O Brasil é a melhor equipe do mundo na atualidade, candidato número para ser campeão mundial. Eu vi as partidas dos últimos dois anos e teve uma mudança radical", elogiou o bósnio Vahid Halilhodzic, técnico do Japão.

- Motivação e confiança -

Tite ofereceu motivação e confiança a um grupo que se via afundado nas críticas, após os resultados desastrosos na Copa do Mundo-2014 e nas Copas Américas de 2015 e 2016.

O técnico criou um núcleo forte de jogadores de confiança ao redor de seu maior craque, Neymar. Entre eles estão o goleiro Alisson, Daniel Alves e Marcelo nas laterais, Miranda e Marquinhos como dupla de zaga e Philippe Coutinho e Gabriel Jesus como companheiros da estrela do PSG no ataque.

Contra o Japão, Tite testará Danilo na lateral, na busca por um reserva para Daniel Alves, e jogará com a dupla de zagueiros reservas, Jemerson e Thiago Silva.

A ideia inicial era ver um meio de campo formado por Casemiro, Fernandinho e Coutinho, que normalmente joga como atacante pelo lado, mas os problemas físicos do jogador do Liverpool obrigaram Tite a mudar seus planos.

"A oportunidade ao Giuliano não era o processo inicial, era o Coutinho para jogar ali. A oportunidade surge", explicou o técnico nesta quinta-feira sobre a escolha pelo meia do Fenerbahçe.

No ataque, Willian acompanhará os insubstituíveis Gabriel Jesus e Neymar e será o capitão da equipe pela primeira vez.

Já Neymar, escalado pela ponta esquerda, mas com total liberdade para se movimentar pelo campo, voltará a cruzar no campo com Hiroki Sakai, o sólido lateral-direito do Olympique de Marselha que lhe deu trabalho no recente clássico francês. Naquela partida, Neymar terminou expulso.

Neymar, porém, tem ótimas lembranças de seu último confronto com o Japão, quando marcou os quatro gols do Brasil no amistoso disputado em Cingapura (4-0), há três anos.

A equipe japonesa não terá à disposição três de seus jogadores mais conhecidos: Shinji Kagawa (Borussia Dortmund), Shinji Okazaki (Leicester) e Keisuke Honda (Pachuca), não convocados por Halilhodzic por considerar que não estão na melhor forma.

Além de Sakai, o Japão conta com outros jogadores com experiência no futebol europeu, como o lateral Yuto Nagatomo (Inter de Milão), o meia Makoto Hasebe (Eintracht Frankfurt) e os atacantes Takuma Asano (Stuttgart) e Takashi Inui (Eibar).

- Escalações prováveis:

Brasil: Alisson - Danilo, Jemerson, Thiago Silva, Marcelo - Casemiro, Fernandinho, Giuliano - Willian, Neymar, Gabriel Jesus. T: Tite

Japão: Eiji Kawashima - Hiroki Sakai, Gen Shoji, Maya Yoshida, Yuto Nagamoto - Yosuke Ideguchi, Makoto Hasebe, Wataru Endo, Hotaru Yamaguchi - Takuma Asano, Genki Haraguchi. T: Vahid Halilhodzic

Árbitro: Benoit Bastien (FRA).

* AFP

Jornal de Santa Catarina
Busca