Claudinei aguarda por Junior Dutra e Romulo para definir escalação do Avaí - Esportes - Santa

Versão mobile

Série A24/11/2017 | 21h12Atualizada em 24/11/2017 | 21h12

Claudinei aguarda por Junior Dutra e Romulo para definir escalação do Avaí

Atacantes são dúvidas para o duelo de decisivo de domingo, contra o Atlético-PR, na Ressacada

Claudinei aguarda por Junior Dutra e Romulo para definir escalação do Avaí Leo Munhoz/Diário Catarinense
Romulo corre risco de ficar de fora da partida das 17h de domingo Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

A escalação do Avaí  que vai encarar o Atlético-PR deve ser conhecida somente uma hora antes do jogo marcado para as 17h deste domingo. O prazo para a divulgação da formação vai ao limite para o duelo da penúltima rodada do Campeonato Brasileirão. O técnico Claudinei Oliveira não costuma fazer mistério, mas as circunstâncias estão além de seu poder de decisão. É que ele precisa aguardar por dois dos seus atacantes: Junior Dutra e Romulo.

No treino de sexta-feira, o atacante Romulo deixou o campo sentido dores no ombro. Além disso, o atacante Junior Dutra abandonou o duelo contra o Palmeiras, na última segunda-feira, sentindo o músculo posterior da coxa esquerda e é dúvida.

– Sempre que a gente perde um jogador, preocupa. Para uma equipe que não tem um elenco tão grande, faz falta. Vamos tentar tratar o Dutra até o último momento, recuperar, para ver o estágio que fica. O Romulo saiu contra o Cruzeiro, bateu no mesmo local e sentiu. Vai ser reavaliado amanhã (sábado). Vamos manter todos convocados e tentar colocar o maior número de atletas possível em condição. Como tem poucos jogadores para fazer o rodízio, isso te cobra no final do ano – enfatizou o técnico.

Com o Atlético-PR em 11º lugar na tabela de classificação, o treinador avaiano espera o adversário ainda motivado, já que, dependendo do desempenho de Grêmio e Flamengo na Libertadores e na Copa Sul-Americana, o Campeonato Brasileiro pode ser a via de acesso para mais vagas na próxima Libertadores.

– Eles estão brigando por isso, e o Atlético-PR é uma equipe muito consistente e organizada. Não acho que virão para cá com a guarda baixa, ainda tem pelo que brigar na competição – analisa.

Leia mais notícias sobre o Avaí
Confira a tabela da
Série A do Brasileiro

Jornal de Santa Catarina
Busca