Croácia e Suíça vencem e se aproximam da Copa da Rússia - Esportes - Santa

Versão mobile

Zagreb09/11/2017 | 20h35

Croácia e Suíça vencem e se aproximam da Copa da Rússia

AFP
AFP

A seleção da Croácia impôs seu favoritismo diante da Grécia, goleando por 4 a 1 em casa, nesta quinta-feira na partida de ida da repescagem europeia, e se aproximou da Copa do Mundo da Rússia-2018, assim como a Suíça, que venceu a Irlanda do Norte (1-0).

O meia do Real Madrid e capitão da Croácia Luka Modric foi responsável pelo primeiro gol da partida em Zagreb, em cobrança de pênalti aos 13 minutos, e Nikola Kalinic ampliou seis minutos depois, finalizando com um toque sutil um cruzamento rasteiro.

A Grécia, apática até então em campo, deu impressão de que reagiria aos 30 minutos, quando o zagueiro e capitão Sokratic diminuiu o prejuízo de cabeça, após cobrança de escanteio.

Mas a Croácia não diminuiu o ritmo e marcou o terceiro gol aos 33. No lance, o meia Ivan Perisic, da Inter de Milão, cabeceou para as redes um belo cruzamento de Visaljko.

No segundo tempo, o tiro de misericórdia croata aconteceu aos 5 minutos e contou com a colaboração da defesa grega. Tzavellas tentou ajeitar de peito para o goleiro Karnezis um lançamento de Modric, mas a bola ficou curta e Andrej Kramaric apareceu para fuzilar as redes.

"Foi uma grande partida. Mas é como se fosse apenas o primeiro tempo, não podemos relaxar. Nada está garantindo", declarou o técnico da Croácia, Zlatko Dalic.

Com a enorme vantagem construída, a Croácia viajará a Pireu para enfrentar no domingo o ímpeto da torcida grega no jogo de volta, enquanto a Grécia, que mostrou diversos problemas defensivos e a habitual falta de criatividade no ataque, jogará suas últimas fichas para lutar por uma improvável vaga na Copa do Mundo da Rússia.

- Polêmicas e vitória suíça -

Na outra partida da repescagem europeia disputada nesta terça, a Suíça sofreu para superar a bem armada Irlanda do Norte, mas venceu por 1 a 0 em Belfast, graças ao gol de pênalti de Ricardo Rodríguez.

A Suíça, presente nos últimos três Mundiais, deu um grande passo rumo à Rússia, mas o pênalti marcado por uma suposta mão na bola do zagueiro Corry Evans causou indignação entre os jogadores norte-irlandeses.

"Como o árbitro pode dar esse pênalti? Corry vira e a bola bate nas costas", lamentou o técnico da Irlanda do Norte, Michael O'Neill.

O lance foi a segunda jogada polêmica da partida, depois que o zagueiro suíço Fabian Schar escapou de um cartão por uma entrada duríssima em Stuart Dallas.

Apesar das polêmicas, a Suíça teve o controle da partida e criou as melhores chances de marcar, entre elas um chute de dentro da área do atacante Haris Seferovic que passou raspando pela trave do gol da Irlanda do Norte.

"A gente controlou a partida por 90 minutos, tivemos muito posse e criamos chances. Jogamos muito melhor que a Irlanda do Norte e merecíamos ganhar", analisou o meia Xherdan Shaqiri.

A partida de volta, também marcada para este domingo, será disputada na Basileia e os suíços terão a vantagem do empate para ficar com a vaga.

* AFP

Jornal de Santa Catarina
Busca