Elton Carvalho: Futura gestão do JEC entra em conflito com atual diretoria do clube - Esportes - Santa

Versão mobile

Toque de Letra 14/11/2017 | 19h47Atualizada em 14/11/2017 | 20h04

Elton Carvalho: Futura gestão do JEC entra em conflito com atual diretoria do clube

Processo de transição, programado para acontecer antes da reunião do conselho no dia 27 de novembro, foi encerrado por divergências entre as partes

Elton Carvalho: Futura gestão do JEC entra em conflito com atual diretoria do clube Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação

O processo de transição de comando do Joinville passa por uma grave crise política. Nos últimos dias, a futura gestão, liderada pelo candidato a presidência Vilfred Schapitz e pelo candidato a diretor administrativo Alexandre Poleza, tem se queixado da falta de abertura dada pela atual gestão, liderada pelo presidente Jony Stassun e pelo vice-presidente Jurandir da Silva. No entanto, o conflito ficou ainda mais aceso com o anúncio de que não ocorrerá o processo de transição por discordâncias entre as partes. 

Leia as últimas notas de Elton Carvalho  
Confira as últimas notícias do esporte  
Elton Carvalho: Jony Stassun diz estar surpreso com a decisão da futura gestão do JEC

A informação foi confirmada por Alexandre Poleza, que alega ter pouco acesso ao clube. Ele lembra que um plano de transição deveria ser apresentado na próxima reunião do conselho deliberativo, no dia 27 de novembro, mas, até o momento, nada pôde ser feito.

— Infelizmente, hoje à tarde (terça) fizemos algumas reuniões entre a chapa e alguns contatos com a atual gestão e não chegamos a um acordo quanto ao funcionamento da gestão. No nosso entendimento, entraríamos  no clube para fazer avaliações e, a partir do ano que vem, compartilhar decisões, não tomando o comando, mas participando. Só que este não é o entendimento deles. Eles querem simplesmente que a gente acompanhe. Isso podemos fazer no conselho, não precisamos fazer transição para isso — alegou Poleza.

O candidato a diretor administrativo confirmou que, a partir de agora, a chapa se torna oficialmente oposição ao mandato de Jony Stassun. Isso, no entanto, não muda o interesse deles de assumir o clube em abril de 2018.

— Vamos buscar, via conselho, a melhor forma para a condução do processo.  Mas, agora, só entraremos em abril, o que é ruim para o clube — concluiu. 

Jornal de Santa Catarina
Busca