Polícia prende sete por pirateamento de jogos de futebol na Espanha - Esportes - Santa

Versão mobile

Madri07/11/2017 | 16h56

Polícia prende sete por pirateamento de jogos de futebol na Espanha

AFP
AFP

A polícia espanhola deteve nesta terça-feira sete pessoas espalhadas pelo país, acusadas de transmitirem ilegalmente jogos da LaLiga por meio de sites, com os quais ganharam até 1,4 milhões de euros.

As prisões foram realizadas em Madri, Alicante, Albacete, Antequera, Gandía e Xátiva, segundo informou a polícia.

Durante a operação, agentes bloquearam sete domínios de internet e três contas bancárias, onde os detidos colocavam o dinheiro proveniente da atividade ilegal.

"Estima-se que poderiam ter tido lucro aproximado de 1,4 milhões de euros, tanto pela inserção de publicidade nos sites investigados quanto pela distribuição televisiva pelo pagamento de assinatura", afirmou a polícia em nota.

As detenções culminam operação iniciada em 2016, depois de denúncia da Liga de Futebol Profissional espanhola contra sites que pirateiam a transmissão de jogos do campeonato.

Os detidos, cujas identidades não foram divulgadas, ofereciam os jogos através de diferentes formas de streaming ou distribuição P2P (peer-to-peer), atuando mediante servidores localizados na França, Canadá, Estados Unidos e Espanha para dificultar o rastreamento.

A polícia indicou que os presos utilizavam em seus sites "o nome de uma conhecida página web, fechada em outubro de 2016", para atrair mais usuários. A nota parece fazer referência ao fechamento do site Rojadirecta pela justiça espanhola.

Um juiz ordenou que a página "encerre imediatamente a facilitação de liks de internet de qualquer tipo, que deem acesso à jogos de futebol produzidos ou emitidos por qualquer uma das demandantes".

Rojadirecta era utilizada para internautas assistirem gratuitamente eventos cujos direitos audiovisuais pertencem a canais de televisão paga.

* AFP

Jornal de Santa Catarina
Busca