Suécia elimina Itália e se classifica para Copa; Buffon deixa seleção - Esportes - Santa

Versão mobile

Milão13/11/2017 | 20h57

Suécia elimina Itália e se classifica para Copa; Buffon deixa seleção

AFP
AFP

A Suécia se classificou para a Copa do Mundo 2018, nesta segunda-feira, depois de empatar sem gols com a Itália e deixar a tetracampeã do mundo fora da competição pela primeira vez desde 1958.

O país nórdico venceu por 1 a 0 na partida de ida, em Solna, e segurou os italianos no jogo de volta, em Milão.

O lendário goleiro Gianluigi Buffon não vai poder disputar sua sexta Copa do Mundo. Aos 39 anos, o arqueiro que defendeu a seleção 175 vezes anunciou em lágrimas a aposentadoria da seleção. Sua ideia inicial era disputar o Mundial para se despedir.

"Temos a Donnarumma, Perin e outros grandes goleiros. O tempo passa e é justo que seja assim. Sinto que meu último jogo oficial seja esta eliminação", indicou o goleiro após a partida.

"Um abraço a todos, em especial aos que compartilharam esta maravilhosa viagem comigo", acrescentou o campeão Mundial de 2006.

Antes do jogo, fez seu último gesto de grandeza com a camisa da "Nazionale": enquanto o público vaiava o hino sueco, o arqueiro da Juventus aplaudiu com vigor.

As duas idas ao ataque no fim da partida deixaram a imagem de desespero da última noite com a faixa de capitão da Azzurra.

Sem a grande estrela Zlatan Ibrahimovic, que deixou o time nacional após a Eurocopa de 2016, a Suécia conseguiu voltar ao torneio depois de ficar de fora das últimas duas edições. A última vez que o país participou da competição foi em 2006.

"Este jogo demonstrou o valor do nosso coletivo. Nós fomos sólidos durante toda repescagem. Estou emocionado e muito contente. Com Ibrahimovic jogávamos diferente. É um grande campeão, mas se aposentou. Agora jogamos diferente", indicou o treinador sueco Jan Andersson.

Depois de um início nervoso, com a Suécia pressionando na saída de bola, os italianos diminuíram o ritmo e começaram a criar as melhores chances. A mais clara saiu dos pés de Antonio Candreva, aos 27 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, a melhor chegada foi aos 41 minutos com El Shaarawy, que bateu firme de voleio para a defesa de Olsen. Os anfitriões abusaram de bolas alçadas na área e não conseguiram se impor ao bom esquema defensivo dos visitantes.

O jogo foi marcado pelos erros de arbitragem para ambos os lados. O trio espanhol não marcou pênalti favorável a Suécia nos toques de mão de Matteo Darmian e Barzagli, mas também não viu o possível pênalti de Lustigi em Darmian que favoreceria a Itália.

* AFP

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteRobinho é condenado a nove anos de prisão por estupro na Itália https://t.co/QQkPQYe6rL #LeiaNoSantahá 4 minutosRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteMarquinhos espera desfecho no fim de ano para saber se fica no Figueirense https://t.co/MWsyPnc8sy #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca