JEC/Krona é campeão da Liga Nacional de Futsal de 2017 - Esportes - Santa

Versão mobile

Futsal03/12/2017 | 14h07Atualizada em 03/12/2017 | 14h07

JEC/Krona é campeão da Liga Nacional de Futsal de 2017

Tricolor venceu o Assoeva por 3x2, em duelo que seguiu até a prorrogação no Centreventos 

JEC/Krona é campeão da Liga Nacional de Futsal de 2017 Salmo Duarte/Jornal A Notícia
Jackson Samurai fez o gol que garantiu título inédito para o Tricolor Foto: Salmo Duarte / Jornal A Notícia

O JEC/Krona é campeão da Liga Nacional de Futsal de 2017. Num jogo emocionante, com disputa de prorrogação, o Tricolor venceu a Assoeva-RS por 3 a 2 na manhã deste domingo, no Centreventos Cau Hansen, e finalmente conquistou o título que tanto perseguia há mais de uma década.

No tempo normal, o jogo terminou empatado por 2 a 2. Valdin abriu o placar, Eka empatou, Jackson virou e Valdin igualou novamente. No tempo-extra, os joinvilenses até tinham a vantagem do empate, mas venceram, com gol marcado por Jackson para confirmar o título.

A taça, além de quebrar o jejum do JEC/Krona na Liga, consolida o domínio da equipe nesta temporada. Além da Liga Futsal, o Joinville já havia ganho a Taça Brasil no começo da temporada.

Leia as últimas notas de Elton Carvalho  
Confira as últimas notícias do esporte  

O jogo começou com o JEC/Krona pressionando a Assoeva. Logo nos primeiros 44 segundos, Fellipe Mello apareceu com um bom chute após cobrança de escanteio. André Deko evitou o primeiro gol joinvilense. 

No minuto seguinte, os ânimos esquentaram quando Xuxa tentou cobrar o lateral com rapidez. Boni impediu e ali os jogadores se desentenderam. Sobraram cartões amarelos para Boni e Renatinho, da Assoeva, e Fernando, do Joinville.  

A primeira oportunidade de Assoeva aconteceu a 17min53s do fim da primeira etapa. Em contra-ataque, Valdin bateu cruzado à direita do goleiro Willian. O JEC respondeu com duas bolas na tarde. Na primeira, a 14min50s do fim, Xuxa quase marcou. Na segunda, Xuxa serviu Fernando, que bateu bem, mas não levou sorte.

Para piorar, em boa jogada de Daniel, Valdin driblou Willian e marcou o primeiro gol da Assoeva, a 4min18s do fim da primeira etapa. 

O Centreventos sentiu o gol e o torcedor só começou a reagir quando o duelo caminhava para o intervalo. E o ânimo das arquibancadas foi premiado com o gol de Eka, que desviou o disparo de Jackson, após cobrança de escanteio.

Com o duelo empatado na volta do intervalo, as equipes voltaram mais precavidas. Ainda assim, o Joinville tinha mais iniciativa e insistia nos chutes de Jackson e Fernandinho.

JEC/Krona disputa a final da Liga Nacional de Futsal com o Assoeva-RS
Foto: Salmo Duarte / Jornal A Notícia

E foi num chute de Jackson Samurai que o Joinville chegou à virada. A 5min40s do fim, o camisa 2 mandou um foguete após cobrança de falta ensaiada. A bola veio sem qualquer chance de defesa para André Deko: 2 a 1.

O problema é que, no lance seguinte, a Assoeva lançou o goleiro-linha. E na jogada trabalhada por Renatinho, Valdin recebeu na segunda trave e empatou: 2 a 2.

Mesmo com a igualdade, o técnico Fernando Malafaia insistiu em manter o goleiro-linha na Assoeva, aumentando a emoção do jogo nos minutos finais. Com sofrimento dos dois lados, o jogo se manteve igual e caminhou para a prorrogação, na qual o JEC/Krona jogava pelo empate.

No primeiro tempo da prorrogação, houve poucas chances para os dois lados, mas a 1min56s a Assoeva cometeu a quinta falta, o que colocou os gaúchos em risco.

Veja os números de JEC/Krona e Assoeva às vésperas da final

A poucos segundos do fim da primeira etapa do tempo-extra, Leco recebeu cara a cara com André Deko, mas parou no goleiro dos gaúchos, que manteve a Assoeva viva no jogo. Precisando da vitória, Fernando Malafaia voltou a usar o goleiro-linha na prorrogação. Sacon foi à opção do treinador dos visitantes.

Faltando menos de dois minutos, a Assoeva teve uma grande chance no recuo errado do Joinville, que teve de usar o goleiro Willian dentro da área. Para a sorte tricolor, o próprio goleiro evitou o gol na cobrança da falta.

E aí, faltando um minuto para o fim, apareceu a estrela de Jackson. Ele disparou com força, a bola passou por baixo das pernas de André Deko e morreu no fundo da rede: 1 a 0 JEC. Após o gol, o Centreventos virou só festa para comemorar o tão sonhado título tricolor.

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteReal Madrid vence Grêmio e conquista Mundial de Clubes https://t.co/bHrlnw9WbQ #LeiaNoSantahá 4 horas Retweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteAtlético vence Alavés e assume 2º lugar na Espanha https://t.co/ThAMTUWoeM #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca