Imprensa espanhola destaca Real Madrid sem explicações - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Madri14/01/2018 | 13h45

Imprensa espanhola destaca Real Madrid sem explicações

AFP
AFP

"Desabado", "inexplicável", "em crise": estes foram os adjetivos usados pela imprensa espanhola neste domingo para qualificar a derrota do Real Madrid para o Villareal (1-0).

"O Madrid não detém sua queda", estampa o jornal esportivo Marca em sua manchete, avaliando que o clube "não explica o que está acontecendo na Liga".

"Sem gol, sem sorte e sem explicação", destaca o diário AS. "Ao Madrid de hoje, tudo acontece ao contrário", escreve o diretor do jornal, Alfredo Relaño, em sua coluna.

"O resultado afunda ainda mais o Real Madrid no espírito melancólico que vai invadindo todos, inclusive Zidane", acrescentou Relaño.

"Crise Real", escreve o jornal catalão Mundo Deportivo. Para a publicação, o "Real Madrid vive instalado na crise de maneira definitiva".

"O Real Madrid ficou sem gol e sem discurso", diz o diretor do jornal catalão Sport, Ernest Folch, em sua coluna.

Folch destaca a falta de pegada do Real Madrid, encarnada no mau momento do português Cristiano Ronaldo, que tem apenas quatro gols no campeonato após o fim do primeiro turno.

"O desabamento merengue é basicamente a queda de Cristiano e, por extensão, a queda de toda BBC, um tridente que morreu há muitos meses sem que ninguém tenha se dado conta", afirma Folch.

"O Real Madrid começou a se atrasar porque faltava Cristiano. Quando ele voltou, a bola não entrava. Finalmente, porque a distância provocou um desencanto notável", considera Relaño no AS.

A falta do gol se traduz na perda de pontos em que o Real Madrid vê o Barcelona a 16 pontos de distância. A vantagem catalã pode aumentar para 19 unidades em caso de vitória sobre a Real Sociedad neste domingo.

A imprensa espanhola indica também que Zidane é "um treinador elegante, mas sem respostas no quadro", fala Folch.

"O Madrid precisa recompor seu ataque. As desculpas de Zidane já não colam", escreve o colunista do Marca, José Vicente Hernáez.

* AFP

Jornal de Santa Catarina
Busca