Inglaterra atrai olhares na reabertura da janela de transferência - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Paris01/01/2018 | 13h11

Inglaterra atrai olhares na reabertura da janela de transferência

AFP
AFP

A janela de transferência na Europa reabre nesta segunda-feira e promete ser movimentada em janeiro, e os clubes ingleses parecem destinados a liderar o caminho mais uma vez.

Antes mesmo da abertura da janela, um recorde já caiu: o de zagueiro mais caro do mundo, com o holandês Virgil Van Djik sendo contratado pelo Liverpool por 84 milhões de euros.

- Premier League a preço de ouro -

Até onde vai o Campeonato Inglês? A Premier League conta com enorme poder financeiro, graças ao valor arrecadado com direitos de transmissão (2.3 bilhões de euros anuais entre 2016-2019). Com esse dinheiro, o Liverpool pôde realizar a espetacular transferência de Van Djik, um jogador do Southampton desconhecido do grande público.

O setor defensivo parece ser a prioridade para muitas equipes inglesas nesta janela de janeiro e um nome é o mais cobiçado: Jonny Evans, do West Bromwich, que estaria interessando a vários clubes, entre eles o Manchester City, líder isolado da competição.

No ataque, o Arsenal deve animar o mercado. O atacante chileno Alexis Sánchez quer forçar uma saída e existem dúvidas também sobre a continuidade de jogadores como Jack Wilshere e Mesut Ozil, ambos com contrato com os Gunners até junho.

Caso o clube londrino consiga vender Alexis por um bom preço, poderia se reanimar a buscar o francês Thomas Lemar, do Monaco, que também interessa ao Liverpool.

No Everton, o técnico Sam Allardyce explicou que busca ativamente por um centroavante no mercado.

Os preços poderiam seguir disparando. No Manchester United, o técnico José Mourinho pediu aos dirigentes do clube um maior esforço, apesar do clube já ter gasto 320 milhões de euros em contratações desde a chegada do português em 2016: "Não é suficiente, não é suficiente. Os preços pagos pelos grandes clubes são diferentes", justificou Mourinho.

Os Red Devils tentarão também achar compradores para dois jogadores que não vêm rendendo o esperado, Henrikh Mkhitaryan e Marouane Fellaini.

- Real e Barça ao ataque -

Em relação aos goleiros, a imprensa inglesa garante que há um interesse do Real Madrid na contratação de David De Gea (Manchester United) ou de Thibaut Courtois (Chelsea), mas os jornalistas espanhóis apostam muito mais na aquisição da promessa local Kepa Arrizabalaga, do Athletic Bilbao.

Na Espanha também há expectativa ao redor do Barcelona, que sofreu na pré-temporada com a saída de Neymar para o Paris Saint-Germain e com a lesão do recém-comprado Ousmane Dembélé. A equipe catalã deve sondar o mercado em busca de outro complemento ofensivo para Lionel Messi e Luis Suárez.

Como há alguns meses, tudo indica que o grande sonho de consumo do Barça continua sendo Philippe Coutinho, do Liverpool, que em agosto esteve perto de trocar o clube inglês para se tornar companheiro de Messi.

Livre da proibição de contratar, o Atlético de Madrid poderá finalmente inscrever suas duas contratações do início da temporada, Diego Costa e Vitolo.

Após a eliminação na fase de grupos da Liga dos Campeões, não se descarta também a possibilidade do clube vender alguns jogadores para reduzir sua folha salarial e o atacante francês Kevin Gameiro é um dos primeiro da lista de possíveis dispensas.

Na Alemanha, o Bayern fez rapidamente o dever de casa. Antes do natal, anunciou a chegada do atacante da seleção alemã e do Hoffenheim Sandro Wagner como solução alternativa para a estrela polonesa Robert Lewandowski.

Na Itália, a menos que aconteça uma reviravolta, o mercado parece tranquilo. O elenco da Juventus continua equilibrado e um eventual reforço seria mais para compor do que para revolucionar a equipe.

Na França, o PSG parece disposto a se livrar de algumas peças insatisfeitas com o banco de reservas. Os nomes mais frequentemente citados são os do brasileiro Lucas Moura e, principalmente, dos argentinos Javier Pastore e Angel Di Maria, este último cobiçado pelo Barcelona.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca