Avaí vence o Ceilândia-DF e se classifica para a segunda fase da Copa do Brasil - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Com emoção 07/02/2018 | 17h56Atualizada em 07/02/2018 | 18h26

Avaí vence o Ceilândia-DF e se classifica para a segunda fase da Copa do Brasil

Luanzinho marca duas vezes e Leão avança para enfrentar o Juventude

Avaí vence o Ceilândia-DF e se classifica para a segunda fase da Copa do Brasil FáTIMA MEIRA/Estadão Conteúdo
Romulo fez o primeiro do Leão na partida Foto: FáTIMA MEIRA / Estadão Conteúdo
DC Esportes
DC Esportes

Com alguma agonia, o Avaí passou para a segunda fase da Copa do Brasil 2018. Nesta quarta-feira, no Abadião, em Ceilândia (DF), a equipe azurra venceu por 3 a 2 o time da casa. O Leão chegou a ser surpreendido com gol do adversário no começo, porém alcançou a igualdade ainda na primeira etapa, virou e tomou o segundo gol no finzinho. No entanto, Luanzinho apareceu nos acréscimos para marcar seu segundo na partida e ser o nome do triunfo azurra.

O Avaí vai enfrentar o Juventude, que avançou com empate sem gols com o Interporto, na quarta-feira passada.  O dia e horário da partida, que será disputada no Alfredo Jaconi, em Caxias (RS), será confirmada pela CBF — com previsão de 20 ou 21 deste mês. 

O próximo compromisso no calendário azurra é na segunda-feira. Às 16h, o Leão recebe o Tubarão para fechar a sétima rodada do Campeonato Catarinense. O Ceilândia volta a jogar pelo Campeonato Brasiliense na quarta-feira, às 16h, contra o Brasiliense. 

O JOGO

A surpresa antes da bola rolar foi Alemão na lateral direita e Airton na dupla de zaga com Betão. A surpresa assim que a partida começou foi o gol dos donos da casa. Enquanto o ponteiro estava na terceira volta, Vavá se infiltrou pelo meio do Leão e arriscou antes da risca da área. Tiro certeiro, no cantinho, para obrigar o Avaí se jogar ao ataque.  O empate chegou sem demora, aos 18. Moritz encontrou Maurinho para fazer a jogada de linha de fundo e centrar. Encontrou Romulo sozinho e de frente com a trave escancarada. Só escorou para as redes e selou as pazes com o torcedor depois do pedido de desculpas na véspera, pela troca de xingamentos na derrota para o Concórdia, na semana anterior.

Então, o Avaí diminuiu o ritmo gradativamente. O 1 a 1 bastava para avançar. Tocava a bola sem pressa, fazia o relógio correr. O Gato Preto, como é conhecida a equipe brasileiense, investia no contragolpe quando tomava a redonda, mas era travado na intermediária azurra.  Na volta do intervalo, o Leão esteve em campo com Marquinhos adiantado, Romulo no lado esquerdo e Martinuccio formando a dupla criativa com André Moritz. A mudança tática não causou efeito, e a partida transcorria truncada e sem chances claras para os times. 

Aos 23 minutos, entraram Getúlio e Luanzinho nas vagas de Marquinhos e Maurinho. Mudanças acertadas, porque Luanzinho virou o placar para o Avaí com apenas dois toques na bola. No primeiro ele dominou a bola e o segundo, depois de notar que tinha espaço e olhar a trave distante, mandou o chute colocado. Da intermediária, o tiro em curva morreu no cantinho esquerdo de Wendell e o Leão pulou na dianteira do placar. No finzinho, Getúlio teve a chance de consagrar as mudanças de Claudinei Oliveira. Porém, o toque de Getúlio, depois de passe açucarado de Romulo foi para fora. Perdeu uma oportunidade claríssima. 

O finzinho da partida também teve agonia para os azurras. Aos 44, Vavá marcou seu segundo gol no jogo, ao desviar chute de Emerson Martins, e empatou a partida. Porém, o Leão deixar a região central do pais com vitória. Nos acréscimos, Luanzinho apareceu para fazer seu segundo gol na partida. Ele entrou na área para, de primeira, finalizar o cruzamento que veio do lado direito e decretar o 3 a 2. 

FICHA TÉCNICA

CEILÂNDIA-DF - 2
Wendell; Dudu Lopes, Cocada, Cauê e Elivelto; Didão, Émerson Martins, Adriano e Gago (Allan Dellon); Formiga (Ronan) e Vavá. Técnico: Adelson de Almeida.

AVAÍ - 3
Kozlinski; Alemão, Airton, Betão e João Paulo; Judson, André Moritz e Marquinhos (Getúlio); Maurinho (Luanzinho), Martinuccio (Lourenço) e Romulo. Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS: Vavá, aos três do primeiro tempo e aos 44 do segundo tempo (C). Romulo, aos 18 do primeiro tempo, e Luanzinho, aos 23 e aos 49 do segundo tempo (A).
CARTÕES AMARELOS: Marquinhos e Romulo (A). 

ARBITRAGEM: Francisco Carlos do Nascimento (AL), auxiliado por Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Wagner José da Silva (AL).
BORDERÔ: não informado
LOCAL: Estádio Maria Abadia (o Abadião), em Ceilândia (DF).

Siga SantaEsporte no Twitter

  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteGrizzo diz que título do Criciúma na Copa do Brasil serve de motivação https://t.co/oRTNQDN5v0 #LeiaNoSantahá 20 minutosRetweet
  • SantaEsporte

    SantaEsporte

    SantaEsporteTroyes e Dijon empatam sem gol em jogo adiado do Campeonato Francês https://t.co/FleXZb0j9v #LeiaNoSantahá 49 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca