Brusque recebe o Avaí em duelo para retomar a confiança - Esportes - Santa

Versão mobile

Catarinense 201815/02/2018 | 08h00Atualizada em 15/02/2018 | 08h00

Brusque recebe o Avaí em duelo para retomar a confiança

Após semana movimentada, com afastamento e dispensa, time do Vale do Itajaí enfrenta hoje o Avaí para tentar sair do final da tabela

Brusque recebe o Avaí em duelo para retomar a confiança Patrick Rodrigues/Jornal de Santa Catarina
Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

A semana do Brusque começou conturbada. No meio da tabela de classificação e vindo de dois maus desempenhos, o elenco chega para a partida contra o Avaí, hoje, às 20h30min, com mudanças. O afastamento do volante Ruan e a dispensa do meia Clebson após a derrota para a Chapecoense mexeram com o grupo de jogadores que viveram uma semana com a saída de dois colegas, porém nenhuma chegada. Embora possíveis reforços estejam na mira da diretoria, as armas da equipe do Vale para vencer o Leão da Ilha serão as mesmas dos últimos confrontos.

Leia mais
Acesse o NSC Total e fique por dentro do que acontece em SC

Diante do Avaí, Pingo deve manter os mesmos 11 que começaram a última partida. No treino de ontem, no Estádio Augusto Bauer, o comandante brusquense fez os últimos ajustes no time, porém improvisos – como de Carlos Alberto pela lateral-direita – continuam fazendo parte da equipe titular. O treinador diz ter consciência de que uma vitória é capaz de fazer a confiança voltar e culpa, principalmente, os problemas ligados ao departamento médico pela situação recente vivida pelo Brusque no Campeonato Catarinense.

– Tivemos vários problemas, principalmente com questão médica, e nessas duas últimas partidas tivemos que improvisar. Gostei do desempenho, mas temos que melhorar muito, principalmente em um jogo como esse, contra o Avaí, que será decisivo. Uma vitória faz a gente subir na tabela e retoma a confiança – avalia Pingo.

Embora o foco esteja todo no duelo desta noite, diretoria e comissão técnica continuam atrás de ao menos dois meias, um atacante, um volante e um lateral-direito. O objetivo é dar mais opções ao treinador, que hoje fica de mãos atadas em caso de lesão.

– Sabemos da necessidade de algumas contratações, mas para a chegada de alguns jogadores era necessário emprestar outros que estão no elenco, mas não vinham em um momento bom. Posso garantir que o desempenho vai ser melhor nesse jogo (contra o Avaí), até porque vou com a equipe que considero ideal – destaca Pingo.

Para sair da incômoda situação, o Brusque precisará repetir aquilo que fez em 2014, quando venceu o Avaí fora de casa por 2 a 0, justamente quando Luiz Roberto Magalhães, o Pingo, era o comandante à beira do campo. Naquele ano, inclusive, por causa do trabalho feito na primeira fase, o treinador acabou indo à Ressacada, onde treinou o Leão da Ilha por pouco mais de dois meses.

O jogo

Brusque
Dida; Carlos Alberto, Cleyton, Douglas Silva e Neguete; França, Ronaell, Adãozinho e Jean Dias; Wilson Junior e Rafinha.
Técnico: Pingo.

Avaí
Kozlinski; Cametá, Betão, Alemão, João Paulo; Judson, André Moritz; Martinúccio, Luanzinho, Maurinho; Romulo.
Técnico: Claudinei de Oliveira.

Quando: nesta quinta-feira, 20h30min.
Local: Estádio Augusto Bauer, em Brusque.
Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira, auxiliado por Thiago Americano Labes e Sandro Katzwinckel da Silva Rocha.

Jornal de Santa Catarina
Busca