Manifestação na Coreia do Sul na chegada de artistas do Norte - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Gangneung06/02/2018 | 12h24

Manifestação na Coreia do Sul na chegada de artistas do Norte

AFP
AFP

Centenas de pessoas se reuniram nesta terça-feira no porto de Mukho, na cidade de Donghae, no leste da Coreia do Sul, para protestar na chegada de um ferry norte-coreano, transportando um grupo de 120 artistas do Norte para as Olimpíadas de Inverno de Pyeongchang.

A embarcação ancorou pouco depois das 17h00 (06h00 de Brasília), enquanto os manifestantes mantinham certa distância.

Agitando bandeiras sul-coreanas, os manifestantes utilizaram megafones para entoar "somos contra os Jogos de Pyongyang", em um jogo de palavras inspirado no nome da capital da Coreia do Norte.

"Por que não podemos carregar nossa própria bandeira na cerimônia de abertura? Porque são os Jogos de Pyongyang", afirmou um manifestante.

"Estamos em estado de guerra e convidamos as prostitutas de nossos inimigos", insultou outro.

O grupo de artistas norte-coreanos, liderado por Hyon Song-Wol, responsável da Orquestra Samjiyon, ligada ao líder Kim Jong-Un, partiu de Pyongyang no dia anterior.

O grupo, do qual a agência de imprensa oficial da Coreia do Norte transmitiu fotos de dezenas de mulheres de casaco vermelho, chapéu e cachecol de pele, marchando em fila em uma estação de trem de Pyongyang.

Foram cumprimentadas por personalidades do regime, entre as quais Kim Yo-Jong, irmã mais nova do líder norte-coreano Kim Jong-Un, que recentemente se juntou ao poderoso politburo do partido único.

A troupe de artistas norte-coreanos fará dois shows, o primeiro em Gangneung, na quinta-feira, e o outro no Teatro Nacional de Seul, em 11 de fevereiro.

sh-fbr/dif/age/eg/mr

* AFP

Jornal de Santa Catarina
Busca