Imprensa espanhola especula sobre o retorno de Neymar ao país - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Madri09/03/2018 | 07h50

Imprensa espanhola especula sobre o retorno de Neymar ao país

AFP
AFP

A eliminação do Paris SG na Liga dos Campeões voltou a disparar os boatos sobre o futuro de Neymar e a imprensa espanhola fala sobre um possível retorno do brasileiro ao país.

"Enviados do (Real) Madrid se encontraram há algumas semanas em Paris com o pai do jogador e dois advogados para explorar a contratação", afirma o jornal madrileno AS.

O "PSG pediria 400 milhões de euros (492,6 milhões de dólares) para liberar Neymar", afirma o jornalista Manu Sainz, considerado próximo ao influente agente português Jorge Mendes.

De acordo com o jornal, os representantes do clube espanhol informaram o pai, que também é empresário de Neymar, sobre o "interesse em contratar seu filho e a intenção de pagar 400 milhões de euros", assim como sobre "a estratégia a seguir e os pagamentos que Neymar Jr. receberia como bônus de contratação e salário anual".

O AS considera que "desde a chegada de Bale, em 2013 (por 100 milhões de euros), o Madrid não contratou nenhum 'galáctico'" e tem as contas saneadas para concretizar a negociação.

"Neymar é o escolhido pelo clube para virar os jogador a liderar o futebol após a era Cristiano", completa a publicação.

Na Catalunha, no entanto, o jornal Mundo Deportivo (MD) afirma que, desde sua saída para o PSG com o pagamento da cláusula de rescisão de 222 milhões de euros, Neymar "se oferece de modo reiterado para retornar" ao Barcelona a partir de 2019.

Isto teria acontecido antes mesmo da eliminação do PSG e de sua lesão, indica o MD. De acordo com a publicação, o jogador e seu entorno deram a entender ao Barça que o atacante cometeu um erro.

"Neymar chegou a perguntar a pessoas de peso no Barça o que deveria fazer para retornar, admitindo sua aposta equivocada do verão passado", afirma o MD.

Mas o jornal recorda que "a ferida de sua traição, apesar de suturada com 222 milhões de euros, ainda supura".

"Também há quem acredite que esta oferta, difícil de aceitar, é um álibi para justificar sua futura ida ao Madrid", alegando uma eventual negativa do Barça, acrescenta o MD.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca