Presidente da CBFS diz que definição da terceira vaga brasileira na Libertadores sairá nesta quinta-feira - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Futsal07/03/2018 | 15h38Atualizada em 07/03/2018 | 15h44

Presidente da CBFS diz que definição da terceira vaga brasileira na Libertadores sairá nesta quinta-feira

Em entrevista exclusiva ao "AN", Marcos Madeira afirmou que não irá tirar a "vaga de um dos filiados para privilegiar a Liga". 

Presidente da CBFS diz que definição da terceira vaga brasileira na Libertadores sairá nesta quinta-feira Divulgação / CBFS/CBFS
Marcos Madeira (E), presidente da CBFS Foto: Divulgação / CBFS / CBFS

O terceiro representante brasileiro na Libertadores da América de Futsal será conhecido nesta quinta-feira. A confirmação foi dada pelo presidente da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS), Marcos Madeira, em entrevista exclusiva ao "Jornal A Notícia". No bate-papo, Madeira explicou quais serão os critérios para a definição e demonstrou não estar alinhado aos interesses da Liga Nacional de Futsal (LNF), que é independente da CBFS desde 2015. 

Num dos trechos da entrevista, Madeira declarou que "se algum dia a CBFS tiver de optar se a vaga é da Confederação ou é da Liga, certamente ela será da CBFS"

- Não vou tirar dos meus filiados esta possibilidade até porque o órgão oficial é a CBFS - declarou Marcos Madeira.

Leia as últimas notas de Elton Carvalho
Confira as últimas notícias do esporte  

O JEC/Krona é um dos principais interessados. Campeão da Liga, da Taça Brasil e do Campeonato Catarinense em 2017, o Tricolor se julga a equipe mais indicada para ocupar a vaga. Na noite de terça-feira, o clube até lançou nota (leia aqui) esperando um bom senso da CBFS na escolha do representante brasileiro. 

Veja a entrevista abaixo (transcrita e em áudio)

AN - O Joinville divulgou nota com um ofício da Conmebol confirmando a existência da terceira vaga para o Brasil na Libertadores da América. Quando a CBFS irá indicar quem é este terceiro representante?
Marcos Madeira -
Nós recebemos ontem à noite (terça) o ofício da Conmebol. Estou colhendo um parecer do meu jurídico. A realidade é que todo mundo se julga no direito (de ter a vaga). O (JEC) Krona se julga no direito, o Atlântico-RS se julga no direito, o Horizonte-CE se julga no direito. O que eu vou decidir é lógico que não vai agradar todo mundo, não tem jeito, mas eu estou esperando o parecer do jurídico, que na minha opinião tem algumas interpretações para eu decidir. Amanhã (quinta), até as 18 horas, eu decido. Não posso decidir agora porque pedi uns pareceres e tenho que esperar. 

AN - E, hoje, quem você julga ser merecedor da vaga?
Marcos Madeira -
Eu entendo de uma forma, meu superintendente entende de outra forma, meu coordenador técnico já entende de outra forma. Eu quero ver amanhã (quinta), estar juridicamente respaldado. O presidente vai escutar seus pares, mas a decisão é dele, a responsabilidade é dele e disso eu não abro mão. 

AN - Por que há tanta indefinição?
Marcos Madeira -
Essa vaga ou essas vagas são da CBFS. Existiam duas vagas anteriormente e quando eu assumi, em 2015, fiz uma deferência especial para a Liga (Nacional de Futsal) e colocamos a Liga na jogada. Desde que a Liga saiu da CBFS, ela é independente. Agora, você quer sair de uma entidade e quer usufruir como se você estivesse nela? Não pode. Agora só existe uma vaga, excepcionalmente neste momento não, mas o normal é todo ano é uma vaga, e essa vaga eu tenho 27 filiados, são 27 federações, não posso tirar dos meus filiados pra dar para a Liga, entende? 

AN - Mas o Joinville ganhou a Taça Brasil, principal torneio organizado pela CBFS...
Marcos Madeira -
Justamente, mas o Horizonte também ganhou a Taça Brasil.

AN- Mas o Horizonte ganhou a Primeira Divisão da Taça Brasil. Não é a cereja do bolo da CBFS...
Marcos Madeira -
Nós temos como princípio fortalecer a CBFS com nossos filiados. Com todo respeito à Liga, se algum dia eu tiver de optar se a vaga é da CBFS ou é da Liga, podem ter certeza que ela será da CBFS. Não vou tirar dos meus filiados esta possibilidade até porque o órgão oficial é a CBFS.

AN - Pelo seu discurso, então, hoje a vaga está mais próxima do Horizonte-CE?
Marcos Madeira - P
osso dizer que hoje não está próxima de ninguém. O parecer jurídico vai indicar a posição que será tomada. 

 
Jornal de Santa Catarina
Busca