Jogadores da Chapecoense comentam vaias do torcedor - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Decepção22/04/2018 | 18h24Atualizada em 22/04/2018 | 18h24

Jogadores da Chapecoense comentam vaias do torcedor

Jogadores acham cedo mas entende atitude

Jogadores da Chapecoense comentam vaias do torcedor Márcio Cunha/Especial
Jogadores da Chapecoense receberam vaias após empate por 1 a 1 contra o Vasco, neste domingo, na Arena Condá Foto: Márcio Cunha / Especial

Apesar de ser apenas a segunda rodada do Campeonato Brasileiro a Chapecoense saiu de campo sob vaias. É que a sequência de resultados negativos frustrou o torcedor. Primeiro pela derrota em casa na final do Catarinense, por 2 a 0, para o Figueirense. Depois pela goleada por 5 a 1 sofrida na estreia do Brasileirão, diante do Atlético-PR, em Curitiba. Neste domingo foi o empate em casa, diante de um Vasco que vinha de derrota por 4 a 0 para o Racing, na Libertadores. Isso depois de sair na frente no placar.

- Isso é normal, o torcedor quando ganha aplaude, quando perde vaia – disse o atacante Vinícius.

Outro atacante que entrou no segundo tempo, Leandro Pereira, disse estar feliz por voltar a vestir a camisa da Chapecoense mas imaginava uma reestreia diferente.

- A gente entende o torcedor que age muito na emoção, mas acho um pouco cedo essas vaias. Posso assegurar que a gente vai lutar muito e tentar acertar nos próximos jogos – destacou o atacante.

Ele acredita que a lesão de Luiz Antônio no primeiro tempo, e a de Arthur Caike, no final da segunda etapa, prejudicaram o desempenho do time. Como já tinham sido feitas as três substituições, Caike teve que continuar em campo mesmo sem ter condições plenas.

O zagueiro Rafael Thyere disse que resta ao grupo treinar forte para conseguir as vitórias.

Veja a tabela completa da Série A do Brasileiro
Leia mais notícias sobre a
Chapecoense no DC

 
Jornal de Santa Catarina
Busca