"Perdemos o campeonato em 45 minutos", lamenta técnico da Chapecoense - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Decisão estadual08/04/2018 | 21h27Atualizada em 08/04/2018 | 21h35

"Perdemos o campeonato em 45 minutos", lamenta técnico da Chapecoense

Gilson Kleina atribuiu o insucesso ao mau desempenho no primeiro tempo, quando time levou o primeiro gol

"Perdemos o campeonato em 45 minutos", lamenta técnico da Chapecoense Marco Favero/Diário Catarinense
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

Uma das pessoas mais tristes com a perda do título Catarinense da Chapecoense em casa foi o técnico Gilson Kleina, que no ano passado perdeu o título paulista também na final, quando treinava a Ponte Preta. Ele lamentou mais ainda pois a Chapecoense teve a melhor campanha do Estadual. Neste domingo, ele viu o Verdão ter uma atuação abaixo da média e perder para o Figueirense por 2 a 0.

Kleina atribuiu o insucesso ao mau desempenho no primeiro tempo, quando levou o primeiro gol. Para ele, foi o fator determinante para a perda do campeonato.

— A melhor equipe não levou o título, foram 45 minutos que custaram o título. Nós queríamos muito esse título, mas não fizemos um grande jogo no primeiro tempo. A noite vai ser longa para dormir – disse Kleina.

O treinador avaliou que alguns atletas tiveram desempenho abaixo da média e que houve falha no primeiro gol, já na marcação da cobrança do lateral. Mas não culpou Jandrei pelo lance. Preferiu atribuir o gol ao mérito de Gustavo Ferrareis.

Se faltou atenção na marcação, Kleina disse que seus jogadores não ficaram devendo suor para a torcida. Tanto que antes de levar o segundo gol a Chapecoense teve boas chances de empatar e levar o jogo para os pênaltis, entre elas num lance de bola na trave, em cobrança de falta de Canteros.

— Todos nós estamos muito tristes, queríamos dar uma alegria ao nosso torcedor, mas isso não vai apagar ao trabalho que nós fizemos – disse o treinador.

Ele considera que vai haver cobrança da torcida pela perda do título mas considera que tem um bom grupo para enfrentar as competições nacionais, mesmo sendo competições muito difíceis.

— Vamos administrar isso da melhor maneira, resgatar a moral e a confiança do grupo – disse Kleina.

Leia mais sobre o campeão Figueirense
Confira a tabela do Catarinense 2018
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

 
Jornal de Santa Catarina
Busca