Apesar de empate, Geninho enxerga "mudança radical" no Avaí - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Série B06/05/2018 | 06h41Atualizada em 06/05/2018 | 06h41

Apesar de empate, Geninho enxerga "mudança radical" no Avaí

No 1 a 1 com o São Bento, Leão domina e anima o treinador para a sequência no campeonato

Apesar de empate, Geninho enxerga "mudança radical" no Avaí Cristiano Estrela/
Foto: Cristiano Estrela
DC Esportes
DC Esportes

O Avaí não conseguiu vencer o São Bento, pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, em um jogo em que foi dominante. A equipe criou muitas oportunidades, mas não conseguiu ir além do 1 a 1 na Ressacada. Ainda que chateado pelo empate na Ressacada, o técnico Geninho não escondeu a satisfação pelo desempenho e, principalmente, pela evolução da equipe nas duas semanas que teve de trabalho de campo com o conjunto azurra.

> Avaí empata com o São Bento e segue sem vencer na Ressacada

— Não perdemos força defensiva e ganhamos muito na força ofensiva. Foi massacre, e que me dá esperança que pelo menos um terço das chances que criamos, vai ficar bom. Se aproveitarmos um pouco mais disso, o resultado será melhor. O torcedor viu um time massacrando, indo em cima e sem ser ameaçado, nem susto ou contra-ataque tomamos, ainda que estivéssemos expostos. Infelizmente a bola não entrou. Também estou chateado com o resultado, mas olhando como profissional, estou satisfeito com o que eu vi. Vi o time em evolução com 15 dias de trabalho, com mudança radical da forma de jogar. Abdicou da forma defensiva para jogar ofensivamente. Os jogadores têm ido bem até o final das jogadas, no final não estão indo bem. Jogando neste volume, teremos mais chances de ganhar do que perder — avaliou o treinador.

Conforme Geninho, a equipe precisa ser mais efetiva daqui para frente, aproveitar melhor as oportunidades que cria ao longo da partida.

- Quando tem erro tão grande, com tantas chances, você tem que conversar com o jogador. Os jovens atletas têm desconto, mas o rodado não tem, e temos de saber porque está errando. Temos conseguido criar, que é o mais difícil. Precisamos de maior aproveitamento, sermos eficientes. Não podemos depender de sorte, mas da nossa capacidade. Tenho esperança que vamos melhorar. Jogamos contra um time arrumado, e nenhum outro fez até agora o que fizemos. Acho que é sinal de que estamos no caminho certo – reforçou o comandante.

O próximo compromisso do Leão será o Clássico da Capital. No sábado, às 16h30min, o Avaí enfrenta o Figueirense no Orlando Scarpelli.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro

 
Jornal de Santa Catarina
Busca