Criciúma perde para o Guarani, segue sem pontuar e na zona de rebaixamento - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Série B08/05/2018 | 21h11Atualizada em 08/05/2018 | 21h37

Criciúma perde para o Guarani, segue sem pontuar e na zona de rebaixamento

Tigre não se impõe em Campinas, cede à pressão do Bugre e amarga a quinta derrota consecutiva

Criciúma perde para o Guarani, segue sem pontuar e na zona de rebaixamento Letícia Martins/Guarani Press
Foto: Letícia Martins / Guarani Press
Renan Medeiros

O Criciúma emendou a quinta derrota consecutiva e segue sem pontuar no seu pior início de Série B do Campeonato Brasileiro na história. Fora de casa, o Tigre não segurou a pressão do Guarani e perdeu, por 1 a 0, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, pela quinta rodada da disputa nacional.

Com o resultado, os Carvoeiros podem terminar a rodada na lanterna, caso o Boa Esporte pontue diante do CSA no sábado, em Maceió. O Tigre volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30min, contra o Juventude, pela sexta partida na competição.

O jogo

Para tentar garantir o primeiro ponto, o técnico Argel Fucks havia prometido um time que priorizaria a defesa. Aproveitando essa postura do visitante, o Guarani começou mais ofensivo e dominando as ações em todos os setores do campo. Aos seis minutos, Rondinelly aproveitou um erro de passe de Sueliton pela intermediária, avançou com a bola, entrou na área e ficou no um contra um diante de Luiz, mas o goleiro do Tigre levou a melhor. 

Na metade do primeiro tempo, Argel mandou o Criciúma subir as linhas e o jogo ficou mais equilibrado. Mas não demorou para que o panorama voltasse a ficar favorável ao Bugre, e o Criciúma quase foi vazado em erro individual. Sandro não conseguiu cortar um passe na entrada da área e a bola sobrou para Longuine. O jogador rolou ao lado para Anselmo Ramon, mas Sandro se recuperou e bloqueou a finalização.

Os donos da casa ainda tiveram mais uma boa chance para abrir o placar. Anselmo Ramon evitou a saída da bola pelo lado direito e cruzou por baixo para Longuine, que não pegou bem e mandou por cima. A pressão bugrina surtiu efeito aos 41. Longuine recebeu um lançamento na entrada da área e encontrou Bruno Nazário bem posicionado dentro da área. O camisa 11 finalizou com força e abriu o placar para os anfitriões.

GUARANI X CRICIÚMASP - SÉRIE B/GUARANI X CRICIÚMA - ESPORTES - Guarani e Criciúma se enfrentam pela Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no estádio   Brinco de Ouro, em Campinas (SP), nesta terça-feira, 8.    08/05/2018 - Foto: DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDOEditoria: ESPORTESLocal: CAMPINASIndexador: DENNY CESAREFotógrafo: CÓDIGO19
Foto: DENNY CESARE / /ESTADÃO CONTEÚDO

Tigre ofensivo no segundo tempo

Logo no início do segundo tempo, o Guarani teve um gol mal anulado. Bruno Nazário recebeu pelo alto e chutou de primeira para dentro do gol, mas o auxiliar assinalou impedimento de forma equivocada.

Sem nada a perder, o Criciúma partiu para cima. A primeira chance real do Tigre veio apenas aos 11 minutos. Elvis arriscou um chute de fora da área no canto inferior direito de Bruno Brígido, mas o goleiro formado no Criciúma fez boa defesa e mandou para escanteio.

Nicolas também teve oportunidade de empatar 10 minutos depois. Após um lance de ataque o Tricolor, a zaga da casa afastou mal e a bola sobrou para o atacante do Tigre. De esquerda, o atacante mandou uma bomba. A bola chegou a tocar na trave antes de sair pela linha de fundo.

A melhor oportunidade dos anfitriões foi desperdiçada aos 32, quando Anselmo Ramon recebeu passe de Erik dentro da pequena área e finalizou para fora. Nos acréscimos, Brígido evitou o empate do Tigre ao defender a cabeçada de Nicolas.

FICHA TÉCNICA

GUARANI - 1
Bruno Brígido; Lenon, Philipe Maia, Edson Silva e Marcílio; Baraka, Ricardinho, Rafael Longuini (Erik), Rondinelly (Denner) e Bruno Nazário (Guilherme); Anselmo Ramon. Técnico: Umberto Louzer.

CRICIÚMA - 0
Luiz; Sueliton (Kalil), Sandro, Fábio Ferreira e Enzo; Liel, Eduardo, João Paulo, Elvis e Mailson (Andrew); Lucas Coelho (Nicolas). Técnico: Argel Fucks.

GOLS: Bruno Nazário (G), aos 41 minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS: Philipe Maia (G). Fábio Ferreira, Elvis, Eduardo e Lucas Coelho (C).
CARTÃO VERMELHO: Elvis (C) - depois do jogo.
BORDERÔ: 2.511 torcedores para renda de R$ 30.125,00.
ARBITRAGEM: Mayron Frederico dos Reis Novais, auxiliado por Antônio Adriano de Oliveira e Carlos André Pereira Sousa (trio do MA).
LOCAL: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP).

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais notícias sobre a
Série B do Brasileiro 2018

 
Jornal de Santa Catarina
Busca