Criciúma vai punir torcedores que agiram com excesso - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Providências17/05/2018 | 14h30Atualizada em 17/05/2018 | 14h46

Criciúma vai punir torcedores que agiram com excesso

Envolvidos na tentativa de invasão ao vestiário e no apedrejamento do carro podem ser banidos do quadro social

Criciúma vai punir torcedores que agiram com excesso Guilherme Hahn/Especial
Torcedores conseguiram chegar a uma área com acesso restrito no Estádio Heriberto Hülse Foto: Guilherme Hahn / Especial
Renan Medeiros

 A direção do Criciúma aguarda um relatório da Polícia Militar com a identificação dos torcedores que agiram com excesso após o empate em 0 a 0 de terça-feira, contra o Juventude, no Estádio Heriberto Hülse, pela Série B do  Brasileiro. Os que são sócios do clube serão punidos.

A PM já identificou os envolvidos no apedrejamento contra o carro do atacante Zé Carlos e na tentativa de invasão do vestiário. O documento deve ser entregue ao clube ainda nesta quinta-feira (17).

— Vamos embasar as punições de acordo com a conduta relatada de cada torcedor. Dependendo do grau de gravidade, eles poderão ser suspensos (do quadro social) ou até banidos em definitivo — antecipou o diretor jurídico do Criciúma, o advogado Albert Zilli dos Santos.

O clube também estuda medidas para impedir novas invasões em áreas restritas. De acordo com o diretor jurídico, os torcedores pularam do acesso por onde entra a ambulância, atrás do gol, para chegar à entrada do vestiário.

— Eles já pularam de uma altura gigantesca. O que o clube pode fazer é colocar mais seguranças. Para chegar onde aqueles torcedores chegaram, é preciso ser meio ninja — considerou Zilli dos Santos.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais notícias sobre a
Série B do Brasileiro 2018

 
Jornal de Santa Catarina
Busca