Rabiot assume todas as consequências por 'não' à seleção francesa - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Paris25/05/2018 | 14h31

Rabiot assume todas as consequências por 'não' à seleção francesa

AFP
AFP

"Assumo todas as consequências da minha decisão", afirmou o meia francês Adrien Rabiot, em carta aberta publicada pela rádio RTL, referindo-se à escolha de não ter aceitado ficar na lista de suplentes da seleção de seu país para a Copa do Mundo da Rússia.

"Se eu decidi me retirar da lista de suplentes é porque considero que a escolha do técnico (Didier Deschamps), em minha opinião, não condiz com qualquer lógica esportiva, há muito tempo a mensagem era clara, é o rendimento que abre as portas da seleção francesa", afirmou o jogador do Paris Saint-Germain de 23 anos.

"Não duvidava das consequências que minha decisão teria, mas lamento que me desenhem como um jovem jogador imaturo incapaz de medir as consequências de seus atos", completou.

Rabiot escreveu na quarta-feira ao técnico da França, Didier Deschamps, para comunicar que não aceitava estar entre os suplentes para a Copa da Rússia.

"Nestas condições, não poderei seguir o programa", escreveu Rabiot, segundo informações publicadas pelos diários L'Équipe e Le Parisien.

O meia do PSG se referia ao programa de condicionamento físico enviado no início da semana aos 11 suplentes escolhidos por Deschamps, confirmou à AFP uma fonte próxima ao caso.

"As atuações de Adrien com a França não estão no mesmo nível do que com o PSG", explicou Deschamps na quinta-feira passada, quando anunciou os convocados para a Copa.

A França, campeã mundial em 1998 e finalista em 2006, integra o Grupo C do mundial russo, ao lado de Dinamarca, Austrália e Peru.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca