Real quer aumentar ainda mais sua lenda contra o perigoso Liverpool - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Kiev25/05/2018 | 12h36

Real quer aumentar ainda mais sua lenda contra o perigoso Liverpool

AFP
AFP

O Real Madrid e o Liverpool medem forças neste sábado em Kiev (15h45, horário de Brasília) na final da Liga dos Campeões, uma partida que tem o time espanhol como favorito, com suas três finais vencidas nas últimas quatro edições da competição.

Em caso de vitória, o Real Madrid conquistaria seu 13º título europeu, o terceiro consecutivo, um feito alcançado no passado apenas pelo próprio clube merengue nos anos 1950 e por Ajax e Bayern de Munique nos anos 1970.

Ao mesmo tempo, o técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, conquistaria sua terceira 'Taça Orelhuda' como treinador, se juntando aos maiores vencedores da competição, ao lado de Bob Paisley, pelo Liverpool, e Carlo Ancelotti, que venceu dois títulos com o Milan e outro com o Real.

E Cristiano Ronaldo, artilheiro da atual edição da competição com 15 gols, venceria sua quinta Champions como jogador, igualando Alfredo Di Stefano (Real Madrid) e Paolo Maldini (Milan) e ficando a um do recordista Paco Gento (Real Madrid).

"É preciso respeitar o Liverpool. Escuto dizer que será um jogo fácil para o Real Madrid, mas eu não acho. Se o Liverpool está na final é porque merece estar", afirmou Cristiano Ronaldo.

"Esta equipe do Liverpool me surpreende e me lembra o Real Madrid de quatro anos atrás, quando vencemos a Champions. Seus três atacantes são muito rápidos, jogam bem, marcam muitos gols. Isso mostra que o Liverpool tem talento, embora eu acredite que o Real Madrid seja melhor", completou o astro português.

- Um Liverpool renascido -

Os Reds, com um passado europeu glorioso, como mostram seus cinco títulos, buscam uma façanha e apostam todas as fichas no trio de ataque liderado pelo egípcio Mohamed Salah, autor de 44 gols nesta temporada.

"O Real Madrid é a equipe que ganhou mais títulos de Champions. Venceram três das últimas quatro edições e têm muita experiência. Mas é só um jogo, não dois, então temos que estar concentrados e não pensar no passado. No campo, seremos onze contra onze", resumiu Salah.

O egípcio ainda conta aos seu lado com dois companheiros em grande fase, o brasileiro Roberto Firmino, que tem o mesmo número de gols que Salah na Champions (10), e o senegalês Sadio Mané (9).

"O mais importante para nós é ajudar a equipe a marcar gols. Não importa quem marca. Nenhum dos três é egoísta ou só pensa em fazer gol. Tentamos sempre ajudar um ao outro", explicou Salah.

Tanto Real Madrid quanto Liverpool têm como característica a aposta pelo jogo ofensivo, um pensamento que enfraquece o setor de defesa, o que pode ser sinônimo de uma final repleta de gols.

O trio Salah-Firmino-Mané mede forças contra o 'BBC' de Madri, formado por Gareth Bale, Cristiano Ronaldo e Karim Benzema, embora o lugar do galês no time titular pode ser ocupado por Isco.

-Mesma final de 1981 -

O Real Madrid conquistou doze títulos e venceu seis das sete últimas finais disputadas. A última perdida foi justamente contra o Liverpool, em 1981 em Paris.

Era outra época, na qual a Copa da Europa já era um fenômeno esportivo e social, mas não alcançava os níveis de popularidade que se vê nos dias atuais.

Na final de Kiev, os ingressos são vendidos no mercado negro por milhares de euros e a busca por alojamento na capital ucraniana é uma aventura.

Os hotéis multiplicaram os preços dos quartos diante da avalanche de torcedores ingleses e espanhóis dispostos a qualquer sacrifício econômico para assistir à partida.

O duelo, com pinta de clássico entre duas equipe que somam 17 títulos europeus, reunirá milhões de telespectadores no mundo todo.

- Prováveis escalações:

Real Madrid: Keylor Navas - Dani Carvajal, Raphael Varane, Sergio Ramos (cap.), Marcelo - Luka Modric, Casemiro, Toni Kroos - Gareth Bale ou Isco, Karin Benzema, Cristiano Ronaldo. T: Zinedine Zidane (FRA).

Liverpool: Loris Karius - Trent Alexander-Arnold, Dejan Lovren, Virgil van Dijk, Andrew Robertson - Georginio Wijnaldum, Jordan Henderson (cap.), James Milner - Mohamed Salah, Roberto Firmino, Sadio Mané. T: Jurgen Klopp (ALE)

Árbitro: Milorad Mazic (Sérvia).

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca