Blumenauenses unem trabalho e torcida durante jogo da Seleção Brasileira - Esportes - Santa

Vers?o mobile

 
 

Copa do Mundo27/06/2018 | 18h11Atualizada em 27/06/2018 | 18h11

Blumenauenses unem trabalho e torcida durante jogo da Seleção Brasileira

A vitória garantiu o Brasil nas oitavas de final e torcedores já aguardam o próximo confronto

Blumenauenses unem trabalho e torcida durante jogo da Seleção Brasileira Adriano Lins/Jornal de Santa Catarina
Marcos Busana anima a torcida após o primeiro gol do Brasil Foto: Adriano Lins / Jornal de Santa Catarina

A eliminação da Alemanha na partida que antecedeu o último jogo da Seleção Brasileira na fase de grupos da Copa do Mundo acendeu um alerta para a torcida verde-amarelo. Sinal que a equipe não teria vida fácil contra a Sérvia. Na central do torcedor da NSC Comunicação no Nibbles Food & Fun, centenas de pessoas acompanharam a partida, em um happy hour organizado por uma empresa de tecnologia, que aproveitou a oportunidade para uma dupla comemoração, como relata a gerente Michelle Tribess. 

– Decidimos reunir os funcionários para comemorar a marca de mais de 500 colaboradores que fazem parte do crescimento da empresa. Em todos os jogos paramos para assistir, mas desta vez fizemos algo especial – conta Michelle.

O programador Marcos Busana é um dos colaboradores que na tarde desta quarta-feira uniu o trabalho com a torcida pelo Brasil e estava confiante pela vitória do Brasil.

– Estou aqui torcendo e acho que vai dar para a Seleção se classificar. Na próxima fase teremos que ter atenção, pois não há mais time fraco, todos os times estão muito nivelados – diz o otimista torcedor.

Ajudante de depósito Alexandre Hoffmann acompanhou o jogo pelo celular e trabalhando, ajudando o colega nas entregas
Alexandre Hoffmann aproveitou o período sem trânsito durante o jogo pra fazer entrega pela empresaFoto: Adriano Lins / Jornal de Santa Catarina

Mas nem todos puderam acompanhar a partida, por compromissos profissionais. O entregador Cláudio da Cruz e o ajudante de depósito Alexandre Hoffmann trabalham em uma distribuidora de alimentos e aproveitaram o período que o trânsito estava mais tranquilo para cumprir a demanda de entregas.

– Fui escalado para acompanhar o Cláudio, o patrão até deixou livre pra gente assistir o jogo, mas preferimos acompanhar pelo rádio no celular e adiantar o serviço. Temos entrega na Itoupava Central e depois vamos pra Indaial. Este período sem trânsito ajuda a finalizar mais cedo o trabalho – conta Hoffmann.

Laurinda Morastoni, auxiliar administrativo que ficou acompanhando o jogo através das reações dos colegas no refeitório do Hospital
Laurinda ficou trabalhando e ouvindo os colegas no refeitório torcendo pelo Seleção BrasileiraFoto: Adriano Lins / Jornal de Santa Catarina

No Hospital Santa Isabel também foi dia de acompanhar os comandados de Tite. Durante a partida, os funcionários se revezaram no refeitório para torcer pelo Brasil. A auxiliar-administrativo Laurinda Elisa Morastoni trabalha na recepção do refeitório e preferiu continuar o trabalho na mesa e acompanhar o jogo através das reações dos colegas.

– Quando o pessoal ali no refeitório aumentava o barulho eu sabia que era lance de perigo e impossível não notar quando saiu o gol, teve muita festa. Corri pra ver o replay – conta a funcionária, que há 17 anos trabalha no local.

Para todos ficou o gosto de quero mais e que com a vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia, a festa para as oitavas de final está garantida. No ambiente de trabalho ou em casa, o blumenauense acompanhou e torceu para, quem sabe, lá no dia 15 de julho comemorar o hexa tão aguardado.

::: Leia mais notícias no Santa

 
Jornal de Santa Catarina
Busca