Com Neymar titular, Brasil encara Áustria pelo último amistoso pré-Copa - Esportes - Santa

Vers?o mobile

 

Viena09/06/2018 | 12h21

Com Neymar titular, Brasil encara Áustria pelo último amistoso pré-Copa

AFP
AFP

Na reta final da preparação para a Copa do Mundo da Rússia-2018, o Brasil enfrenta a Áustria neste domingo em amistoso marcado pela titularidade de Neymar, que voltou aos gramados com gol e boa atuação há uma semana.

O retorno do principal jogador da seleção cria um clima de ansiedade. Após três meses de recuperação de cirurgia no pé direito, Neymar saiu do banco para abrir o caminho da vitória por 2 a 0 sobre a Croácia.

Neymar não inicia uma partida do Brasil como titular há sete meses, mas com a liberação do departamento médico Tite poderá montar o esquema que acha ideal para iniciar a Copa do Mundo.

1. Menos de 90 minutos

Apesar da volta de Neymar aos titulares ser uma boa notícia, o médico Rodrigo Lasmar deixou claro que o craque não deve disputar todos os 90 minutos da partida.

"Jogar 90 minutos ou não depende de como ele se sentir no jogo, se estiver cansado ou não. Mas certamente vai jogar mais tempo do que o primeiro jogo", comentou Lasmar.

"Ainda sinto alguns incômodos, mas são normais por ter ficado muito tempo sem pisar. Estou a 80%", disse Neymar após a vitória sobre a Croácia.

Nesta semana, o atacante do Paris Saint-Germain treinou com normalidade, sem restrição de movimentos.

Lasmar também elogiou a recuperação de Renato Augusto, que ficou alguns dias treinando em separado por conta de uma inflamação no joelho esquerdo.

Quem não treinou na sexta-feira foi o volante Fred, que lesionou o tornozelo após dividida com Casemiro na quinta-feira.

2. Quarteto à prova

É o último teste antes da estreia contra a Suíça, em Rostov, dia 17 de junho. O técnico Tite anunciou que vai formar o ataque com Neymar, Philippe Coutinho, Willian e Gabriel Jesus, quarteto que pouco jogou junto.

A aposta do treinador é contar com um time mais equilibrado e ofensivo, com Neymar pelo lado esquerdo, Willian pelo lado direito e Coutinho criando as jogadas vindo de trás. Jesus comanda o ataque com mobilidade.

Em Londres, onde o Brasil treinou durante uma semana antes do jogo contra os austríacos, o lateral esquerdo Marcelo comentou que não vê grandes mudanças em relação ao time que enfrentou a Croácia, negando uma "Neymar-dependência".

"Não tem nada de Neymar-dependência. Está todo mundo no mesmo barco. Se ganhar, ganha todo mundo, e, se perder, perde todo mundo", disse.

3. Rival em ascensão

A Áustria não está entre as 32 seleções que vão participar da maior festa do futebol mundial, mas a equipe vem de vitória por 2 a 1 sobre a atual campeã Alemanha.

O amistoso marcou a sétima vitória seguida dos austríacos, que superaram outras seleções que vão disputar a competição, como Uruguai e Sérvia.

O técnico alemão Franco Foda assumiu a equipe em outubro, depois da Áustria ficar de fora do mundial, e recuperou a moral do grupo. No domingo, a Áustria quer ampliar sua invencibilidade.

O duelo será comandado pelo trio húngaro formado pelo árbitro Viktor Kassai e pelos assistentes Oszkar Lemon e Zsolt Varga.

-- Prováveis escalações:

Áustria: Jorg Siebenhandl - Martin Hinteregger, Aleksandar Dragovic, Sebastian Prodl, Julian Baumgartlinger, Florian Grillitsch, David Alaba, Stefan Lainer, Allessandro Shopf, Peter Zulj e Marko Arnautovic.

Treinador: Franco Foda.

Brasil: Alisson - Danilo, Thiago Silva, Miranda, Marcelo, Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho, Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

Treinador: Tite.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca